Familiares e amigos comemoram aniversário de Prisco com mobilização em Salvador

prisco

O edil Marco Prisco continua detido | FOTO: Reprodução/Tony Silva/Bocão News |

O aniversário do vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB) é nesta segunda-feira (26), quando ele completa 45 anos, e foi comemorado por amigos, familiares e entidades que prestam solidariedade ao edil em mobilização pacífica realizada na Câmara Municipal de Salvador. O objetivo do encontro, durante sessão plenária, foi prestar homenagem simbólica ao soldado Prisco e pedir que vereadores de Salvador se manifestem, quanto à prisão do edil, detido há mais de 40 dias sob custódia de unidade prisional federal.

Após quase um mês e meio de prisão de Prisco, pelo menos nove Câmaras Municipais da Bahia já aprovaram e realizaram monções de apoio ou aplausos ao vereador. A exemplo dos municípios de Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Serrinha, Conceição do Coité, Itabuna, Pau Basil, Camacã, Canavieiras e Juazeiro. Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa da Bahia e da Câmara Federal, além da Câmara Distrital, também já realizaram outras mobilizações na tentativa de demonstrarem insatisfação quanto à prisão do vereador.

Vereadores do Brasil estarão presentes em decisão de habeas corpus
A União dos Vereadores do Brasil, secção Bahia (UVB-BA), em apoio ao vereador, oficiou as Câmaras para que se façam presentes através dos seus vereadores, no Supremo Tribunal Federal (STF), para acompanhar o julgamento do segundo pedido de habeas corpus do vereador soldado Prisco. O objetivo é sensibilizar o ministro Ricardo Lewandowski para a situação do edil.

No documento encaminhado ao ministro Lewandowski, a UVB manifestou apoio ao vereador de Salvador, Marco Prisco e a sua família. Ainda conforme ofício, o documento assinado pelo presidente em exercício, Caio Pereira da Silva, depois do edil sentir fortes dores no peito, na noite de sábado (3/4), após ser acusado de informante, agentes da polícia levaram o vereador algemado em uma maca da Upa para o HRAN (Hospital Regional Asa Norte), “atitude que foi desnecessária por se tratar de um acusado que não oferece risco e comprovadamente debilitado”, diz o documento.

“Todo apoio é importante neste momento. Muitos confirmaram presença, como o caso da vereadora Valeria Moraes (PSC/Itabuna). Se já não tinha motivo antes, agora que a ordem já foi restabelecida tem menos sentido ainda a prisão de Prisco. Lembramos que as ações são homenagens que não atrapalharão os trabalhos das Casas”, informou o coordenador-geral da Aspra/Ilhéus, Augusto Júnior.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.