Conselho tira do ar comercial com Compadre Washington

conar

A entidade considerou o anúncio “desrespeitoso” para as mulheres | FOTO: Reprodução |

O já famoso comercial em que Compadre Washington fala “Sabe de nada, inocente” será retirado do ar. O Conselho de Autorregulamentação Publicitária (Conar) recomendou nesta terça (27) que a expressão “Ordinária”, dita pelo cantor, terá de ser retirada do anúncio do site de classificados Bom Negócio. A entidade considerou o anúncio “desrespeitoso” para as mulheres, após a reclamação de cerca de 50 pessoas que se sentiram ofendidas com o bordão. Segundo o Conar, a expressão extrapolou o limite do bordão.

Na propaganda, que já foi vista por mais de 8 milhões de pessoas na internet, um casal está na piscina de uma casa quando Compadre Washington aparece em um aparelho de som falando sem parar: “Êta, mainha! Danada! Que abundância, mermão! Assim você vai matar papai, viu? Esse aí que é seu marido? Sabe de nada, inocente! Vem, vem, ordiná…”, e desaparece, sem terminar o bordão “ordinária”. A empresa tem dez dias para entrar com recurso contra a decisão. O site Bom Negócio informa que aguardará a notificação do órgão para tomar as devidas providências.

Compadre Washington se manifestou através de um comunicado divulgado pela sua assessoria de imprensa: “A propaganda do Bom Negócio foi um sucesso que surgiu do improviso de alguns bordões meus. Não houve intenção alguma de ofensa à figura da mulher, uma vez que a palavra ‘ordinária’ se insere em um contexto de admiração a ela. A expressão, na propaganda, é seguida de outro bordão que falo ‘assim você vai matar papai’, que tem a intenção de dar a ideia de ‘admiração pela mulher’. É um jeito meu de falar, uma forma que considero carinhosa de apelidar uma mulher. Esse não é um bordão novo, falo desde a época do Gera Samba. É um bordão antigo e os nossos fãs sempre entenderam, sem criar especulações negativas. Se não tem maldade dentro de quem fala, para mim não há nada de errado”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.