Alceu Valença é premiado no Festival de Cinema de Gramado

Postado em ago 17 2014 - 12:00pm por Jornal da Chapada
cinema

Hermila Guedes e Irandhir Santos estão no elenco de A luneta do tempo | FOTO: Antônio Melcop/Divulgação |

Foram anunciados na noite do último sábado (16) os vencedores do 42º Festival de Cinema de Gramado. O longa-metragem pernambucano A luneta do tempo, dirigido por Alceu Valença, levou dois kikitos: os de melhor trilha musical (Alceu Valença) e de melhor direção de arte (Moacyr Gramacho). O curta-metragem pernambucano do cineasta e jornalista do Viver Júlio Cavani, História natural, recebeu o troféu de melhor desenho de som (Guga Rocha).

O melhor filme de Gramado, no entanto, foi para o diretor Vicente Ferraz, responsável pela produção A estrada 47. O kikito de direção foi para Marcelo Galvão, por A despedida. Nas categorias ator e atriz, Nelson Xavier e Juliana Paes levaram a melhor por A despedida, respectivamente. As informações são do Diário de Pernambuco.

Confira abaixo a lista completa dos vencedores:
CURTAS-METRAGENS

DESENHO DE SOM
Guga Rocha, por “História Natural”

TRILHA MUSICAL
“Sem Título #1: Dance of Leitfossil”

DIREÇÃO DE ARTE
Caio Ryuichi Yossimi, por “O Coração do Príncipe”

MONTAGEM
Carlos Adriano, por “Sem Título #1: Dance of Leitfossil”

FOTOGRAFIA
Giovanna Pezzo, por “La Llamada”

ROTEIRO
Caio Ryuichi Yossimi, por “O Coração do Príncipe”

ATRIZ
Rafaela Souza, por “Carranca”

ATOR
Guilherme Silva, por “Carranca”

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
“O Clube”, Allan Ribeiro

MELHOR FILME / Júri Popular
“A Pequena Vendedora de Fósforos”, de Kyoko Yamashita

MELHOR DIRETOR
Gustavo Vinagre, por “La Llamada”

MELHOR FILME
“Se Essa Lua Fosse Minha”, de Larissa Lewandowski

PRÊMIO CANAL BRASIL
“A Pequena Vendedora de Fósforos”, de Kyoko Yamashita

PRÊMIO DOM QUIXOTE
“Las Analfabetas”, de Moisés Sepúlveda

LONGAS-METRAGENS LATINOS

MELHOR FOTOGRAFIA
Arnaldo Rodriguez, por “Las Analfabetas”

MELHOR ROTEIRO
Manuel Nieto, por “El Lugar Del Hijo”

MELHOR ATRIZ
Paulina Garcia e Valentina Muhr, por “Las Analfabetas”

MELHOR ATOR
Felipe Dieste, por “El Lugar Del Hijo”

MELHOR FILME / Júri Popular
“Esclavo de Dios”, de Joel Novoa

MELHOR DIRETOR
Moisés Sepúlveda, por “Las Analfabetas”

MELHOR FILME
“El Lugar Del Hijo”, de Manuel Nieto

JÚRI DA CRÍTICA

MELHOR CURTA / Júri da Crítica
“La Llamada”, de Gustavo Vinagre

MELHOR LONGA LATINO / Júri da Crítica
“El Crítico”, de Hernán Guerschuny

MELHOR LONGA BRASILEIRO / Júri da Crítica
“Sinfonia da Necrópole”, de Juliana Rojas

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS

MELHOR DESENHO DE SOM
Branco Neskov, por “A Estrada 47”

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Andrea Buzato, por “Os Senhores da Guerra”

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Paulo Betti, por “Infância”

MELHOR TRILHA MUSICAL
Alceu Valença, por “A Luneta do Tempo”

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
Moacyr Gramacho, por “A Luneta do Tempo”

MELHOR MONTAGEM
Tina Saphira, por “Infância”

MELHOR FOTOGRAFIA
Eduardo Makino, por “A Despedida”

MELHOR ROTEIRO
Domingos Oliveira, por “Infância”

MELHOR ATRIZ
Juliana Paes, por “A Despedida”

MELHOR ATOR
Nelson Xavier, por “A Despedida”

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI (1)
“Os Senhores da Guerra”, de Tabajara Ruas

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI (2)
Fernanda Montenegro, por “Infância”

MELHOR FILME / Júri Popular
“O Segredo dos Diamantes”, de Helvécio Ratton

MELHOR DIRETOR
Marcelo Galvão, por “A Despedida”

MELHOR FILME
“A Estrada 47”, de Vicente Ferraz

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.