Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Chapada: Cadastrados do Minha Casa, Minha Vida protestam em frente à Caixa em Itaberaba

protesto
Manifestantes fazem protesto em Itaberaba e pedem esclarecimentos sobre prazos em relação a programa do governo federal | FOTO: Reprodução/JC |

Um grupo de cadastrados do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, formado em sua maioria por mulheres, protestou em frente à Caixa Econômica Federal do município de Itaberaba, na Chapada Diamantina, na manhã desta sexta-feira (10). Os manifestantes, que foram contemplados pelo programa, queriam saber do gerente da Caixa a data em que eles receberiam as casas. “Absurdo, eles disseram que iam nos entregar as casas no dia 4 de outubro, depois mudou para o dia 10, e agora diz que só vamos receber as casas no dia 24. Acontece que muitos de nós estão nas ruas, não têm onde morar, pois, de alguns, o aluguel já venceu, o contrato de aluguel também, e não temos condições de arcar com despesas fora da casa”, alega uma das mulheres contempladas com uma das casas.

foto
Os manifestantes ficaram por mais de uma hora em frente à Caixa | FOTO: Reprodução/JC |

Vale salientar que os manifestantes já haviam feito um protesto similar na quinta-feira (9) em frente à Secretaria Municipal de Assistência Social, órgão responsável pelo cadastramento e triagem dos beneficiados pelo programa, e hoje só deixaram a frente da Caixa Econômica depois que o gerente responsável pela carteira de financiamentos garantiu que o conjunto será entregue no dia 24. “Eles disseram que se não recebermos as chaves no dia 24 podemos ocupar no dia 25”, completa a mutuaria, que não quis seu nome revelado. Os manifestantes ficaram por mais de uma hora em frente à Caixa, munidos de carro de som e com cartazes e grito de ordem.

Jornal da Chapada

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios