Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu Principal

Valmir considera segundo turno um espaço a mais para demonstrar conquistas do PT

valmir
O parlamentar petista Valmir Assunção | FOTO: Reprodução/Ascom |

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) declarou, nesta segunda-feira (13), que “o espaço eleitoral do segundo turno é mais uma oportunidade para demonstrar ainda mais as conquistas dos governos do PT no país”. Ciente da dificuldade inerente a uma campanha para presidente em um país com 27 estados, Valmir destaca o fortalecimento do partido nos estados brasileiros e os programa sociais que foram fundamentais para o crescimento socioeconômico da população com as gestões de Lula e Dilma. “O segundo turno para presidente será decidido mais uma vez com a participação popular. Não adianta comprar pesquisas e colocar nas ruas como se a oposição fosse ganhar antes do pleito, não existe isso. Eleição se ganha nas urnas e o PT está preparado para mais uma batalha contra a elite dominante deste país, pois escolhemos o lado do povo para lutar”, dispara Assunção.

Para o parlamentar federal, a campanha de Dilma Rousseff segue em ritmo acelerado em todos os estados, tanto nos 15 onde venceu como nos nove onde ficou em segundo lugar no primeiro turno. Valmir acredita ainda na consolidação do projeto do PT com propostas incluem a destinação de 75% dos royalties de petróleo do pré-sal para a educação e 25% para a saúde. “São ações que atingem diretamente toda a população brasileira, principalmente crianças e adolescentes. Precisamos avançar nesse sentido para dar mais oportunidades aos nossos jovens de serem protagonistas de suas vidas, como aconteceu com mais de 8 milhões de inscritos nos cursos técnicos do Pronatec e nas 18 universidades federais que construímos no país – cinco delas na Bahia”.

Na Bahia, o deputado lembra também do Estaleiro do Paraguaçu, obra dos governos federal e estadual, localizada no município de Maragogipe, no Recôncavo baiano, que teve investimento de R$ 2.6 bilhões. “Essa obra do Estaleiro já é consequência da exploração do pré-sal no país, que, por meio de recursos da iniciativa privada, vai construir navios-sonda para a Petrobras. Somente essa iniciativa deve gerar mais de 4 mil empregos diretos no estado baiano”, completa Valmir.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios