Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Carlos Gaban condena urgência para votação de lei que afeta a Polícia

gaban
Deputado do DEM considera “um absurdo” um policial não receber o Adicional de Periculosidade | FOTO: Divulgação |

O deputado estadual Carlos Gaban (DEM), considerou “arbitrária” a atitude do governo, que aprovou o requerimento de urgência para a votação do projeto da LOB (Lei de Organização Básica da Polícia Militar), “sem acordo com as associações dos policias e as partes interessadas”. Gaban disse ainda que considera “um absurdo” um policial não receber o Adicional de Periculosidade no exercício de sua função, uma das pautas que está em discussão. O parlamentar enfatizou que a oposição vai utilizar todos os instrumentos regimentais para manter o diálogo com as associações e o governo.

“Espero que até o fim de semana possa surgir uma luz, mas se não surgir eu tenho consciência que o Governo vai votar porque, infelizmente, tem a maioria na Casa, porém vai prejudicar a população já que não tem acordo com a categoria”, disse. Gaban esclareceu, no entanto, que não é contra o projeto do Corpo de Bombeiros. “É um projeto, já aprovado na Assembleia, que dá autonomia administrativa e financeira à instituição, e agora se faz necessária a sua nova reestruturação. Semana que vem vamos votar a favor do projeto do Corpo de Bombeiros, que só beneficia a população baiana”, ressaltou.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios