Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Em dez anos, IDHM de Salvador e região passa de ‘médio’ para ‘alto’

IDHM é um índice composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). | FOTO: Divulgação |
IDHM é um índice composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). | FOTO: Divulgação |

Nos últimos dez anos, o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) dos municípios da região metropolitana de Salvador passou de “médio” para “alto”. Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras, divulgado nesta terça-feira (25), em 2000, a capital baiana e os 13 municípios que compõem a região metropolitana apresentavam IDHM igual a 0,636. Já em 2010, o número chegou a 0,743. O IDHM é um índice composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). O índice vai de 0 a 1: quanto mais próximo de zero, pior o desenvolvimento humano, quanto mais próximo de um, melhor.

A pesquisa aponta que em Salvador e região metropolitana, o IDHM Educação, em 2000, era 0,497, passando, em 2010, para 0,661. O IDHM Longevidade era de 0,743 e, em 2010, correspondeu a 0,824. E o IDHM Renda era de 0,698, tendo passado para 0,754. Embora o estudo tenha apontado a educação como a dimensão que mais evoluiu em termos absolutos, a região metropolitana da capital baiana está entre os cinco menores IDHM de 2010, atrás apenas de Natal (0,658), Belém (0,656), Porto Alegre (0,649) e Manaus (0,636). O melhor IDHM nesse quesito é de São Luís (0,737). Ao todo foram analisadas 16 regiões metropolitanas do país. O atlas foi produzido com base no Censo Demográfico do IBGE de 2010.

Maiores e menores resultados
Segundo o estudo, com relação ao IDHMs de 2010, os índices com valores mais altos estão em Salvador e sua faixa litorânea, enquanto os valores mais baixos de IDHM concentram-se nos municípios de Vera Cruz, Camaçari e São Sebastião do Passé. Extraído do G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios