Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Políticos eleitos em 2014 na Bahia são diplomados para exercer as funções

eleitor
Governador, vice, senador e deputados foram diplomados nesta segunda-feira (15), na Bahia | FOTO: Mateus Pereira/GovBA |

O governador eleito da Bahia, Rui Costa, o vice-governador João Leão, o senador Otto Alencar, seus dois suplentes, além dos 39 deputados federais e 64 estaduais foram diplomados nesta segunda-feira (15), durante solenidade realizada no Centro de Convenções, em Salvador. Participaram do evento, o governador Jaques Wagner, o prefeito de Salvador, ACM Neto e outros representantes políticos. O evento, foi presidido pelo presidente do Tribunal Regional da Bahia (TRE-BA).”Esse é um ato jurisdicional que concede um diploma aos eleitos. É um momento culminante. É o arremate de algo que começou desde o processo eleitoral”, disse Lourival.

Rui Costa afirmou estar sente feliz com o evento e destacou que todos precisam se unir para ajudar no crescimento do estado. “Espero que todos juntos possamos nos unir para continuar nesse ritmo de crescimento independente do partido”, disse Rui. O deputado estadual mais jovem eleito este ano, Uldurico Junior, de 22 anos, falou sobre as expectativas de governo. “É um sentimento misto de orgulho e responsabilidade. Espero que nesses quatro anos a gente possa ter esse reconhecimento de dever cumprido”, contou.

Já Tia Eron, uma das deputadas federais eleita com maior número de votos, quase 117 mil, destaca a experiência que possui. “Foram quatro mandatos como vereadora e agora será o primeiro como federal. Isso é uma certificação do voto popular”, diz. Os representantes eleitos do Poder Executivo tomarão posse nos respectivos cargos públicos em 1º de janeiro de 2015. Já os do Poder Legislativo serão empossados no dia 1º de fevereiro do mesmo ano.

bahia
Além de governador, vice e suplentes, 103 deputados ganharam diploma | FOTO: Reprodução/Mateus Pereira/GOVBA |

Futuro político
Estava previsto a diplomação de 63 deputados federais, contudo 64 participaram da solenidade e ganharam seus diplomas. O motivo foi que, com a recontagem do coeficiente eleitoral, a última vaga que seria ocupada por Marcelino Galo (PT) foi reivindicada pelo radialista Herzem Gusmão (PMDB), que estava inelegível por oito anos. Herzem foi condenado pelo TRE-BA pelo suposto uso indevido de veículos de comunicação, entretanto uma liminar na Justiça suspendeu a condenação que o tornava inelegível e ele foi diplomado nesta segunda-feira, assim como Galo. Antes do início da solenidade, Lourival Andrade disse que Herzem e Marcelino seriam diplomados e que a posse depende da decisão final do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Governador na cerimônia
Antes do início da solenidade, Jaques Wagner falou sobre os desafios da próxima gestão. “O ano que vem é muito importante. Serão três décadas de democracia ininterrupta no Estado brasileiro e isso mostra o amadurecimento desta democracia, [demonstra] que as instituições estão funcionando. Mas algumas coisas têm que mudar, e por isso aposto na reforma política”, disse. Sobre o futuro político, Wagner confirmou que vai para Brasília. “Vou me encontrar com ela [Dilma], para saber qual o cargo vou ocupar. A única coisa que sei é que vou estar lá na coordenação do governo”, concluiu. Extraído do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios