Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Suíca diz que a oposição da Câmara de Salvador “está unida como nunca”

suica
O vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca | FOTO: Ascom |

Após a eleição de cargos da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Salvador, da qual a oposição saiu fragilizada por conta da movimentação do Executivo, o vereador Luiz Carlos Suíca (PT) fez um balanço do ocorrido e afirma que “a oposição não saiu derrotada e que agora está mais unida do que nunca”. De acordo com o edil, o pleito “separou o joio do trigo” e pôde afinar melhor as relações entre os vereadores oposicionistas. Suíca também se solidarizou com a perda de Aladilce (PCdoB) na ouvidoria e considerou seu trabalho à frente do cargo. “A vereadora é proativa e garantiu uma atuação de destaque na ouvidoria com autonomia e sem interesses particulares, promovendo a participação ampla da sociedade na Câmara por meio da ouvidoria”, pontua o petista.

Sobre a redistribuição da participação da oposição nas comissões e cargos da Casa, Suíca defendeu uma maior presença oposicionista nas bancadas, já que foram perdidos dois cargos da mesa. O edil diz que “o PT, PCdoB e o PSB devem ocupar de forma mais incisiva essas comissões, inclusive em grossa fileira na Comissão de Constituição e Justiça, para garantir que não sejam tramitados projetos inconstitucionais”. O vereador petista alertou também a importância da Comissão de Planejamento Urbano para o próximo período legislativo. É nesta comissão onde devem tramitar os projetos ligados a planejamento urbano, assim como o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU). “É preciso frisar que esses projetos, como o PDDU, devem tramitar pela Comissão de Planejamento Urbano, algo que não tem acontecido”, ressalta Suíca.

Em relato nesta segunda-feira (5), o petista ainda aponta que não estão definidos como os cargos de comissão e liderança do PT e da oposição serão ocupados pelos vereadores petistas e oposicionistas, mas acredita que prevalecerá a rotatividade. “Agora em 2015 é o momento de construir as bases para uma disputa de projetos para a cidade em 2016, então estaremos focados. Vou cumprir meu papel de vereador legislando e fiscalizando as ações do Executivo. Mas esse é o momento de unir a oposição para pensar um grande projeto para a cidade, que envolve a discussão do PDDU neste ano, a qualidade do transporte público e o passe livre em Salvador, e a garantia de políticas sociais para os bairros periféricos”, completa.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios