Pular para a barra de ferramentas
AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Eleição na UPB: Duas chapas concorrem à presidência da entidade

quitéria
A atual presidente Maria Quitéria vai enfrentar o petista Ricardo Machado | FOTO: Reprodução/Bocão News/Blog do Marcos Frahm |

Encerraram-se na quarta-feira (7), às 17 horas, as inscrições para as chapas que vão concorrer à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB). De acordo com o órgão, apenas duas chapas foram inscritas, uma da candidata a reeleição Maria Quitéria (PSB), prefeita de Cardeal da Silva, e a outra de Ricardo Machado (PT), prefeito de Santo Amaro da Purificação. O jurídico da União passou a noite de ontem avaliando se as chapas inscritas cumpriram os requisitos exigidos. Cada chapa precisa ser composta por 17 nomes, sendo sete da diretoria executiva e 10 do conselho fiscal. Além disso, é exigida a assinatura de apoio de 10% dos associados de forma exclusiva. O pleito que elegerá a nova diretoria ocorrerá no dia 14 de janeiro durante assembleia geral no auditório da entidade.

Com isso, a tarde e manhã de ontem foi de movimentação na sede da UPB com a presença de lideranças políticas de municípios baianos. De acordo com a candidata Maria Quitéria, que conta com o apoio de mais de 120 prefeitos, houve ainda uma reunião com mais de 40 lideranças regionais, entre prefeitos e presidentes de consórcios públicos. Também estiveram presentes associações municipalistas do interior com o objetivo de definir o nome da chapa. Os nomes ainda não foram divulgados.

A reportagem do jornal Tribuna da Bahia tentou por diversas vezes falar com o prefeito de Santo Amarado da Purificação, Ricardo Machado (PT), para saber como estão as articulações dele para a inscrição de sua chapa, mas não obteve sucesso. No entanto, nos bastidores, ventila-se a informação de que ele estaria perdendo força, mesmo sendo aliado de Rui Costa (PT) e companheiro de João Leão (PP), que já teria declarado apoio a Quitéria, conforme a mesma informou. Machado chegou a afirmar que a senadora Lídice da Mata estaria o apoiando, fato não confirmado.

O favoritismo de Maria Quitéria entre os 389 gestores associados à UPB se deve ao fato das conquistas encabeçadas por ela para os municípios. A última foi a aprovação do aumento de 1%, no Congresso federal, do Fundo de Participação dos Municípios. Ela afirma ainda que pretende atingir outro aumento, cumprindo a meta de 2%. Segundo Quitéria, o objetivo com suas articulações para compor a chapa é juntar as lideranças regionais. “Penso em um novo formato para essa diretoria, acredito que a composição de um colegiado com representantes de todas as regiões do estado seja o caminho mais representativo. Por isso, quero fazer dos consórcios e associações regionais uma extensão da UPB, para uma atuação mais presente e atuante de Norte a Sul do estado”, afirmou.

Ambos os candidatos à presidência da UPB são da base aliada do governo petista na Bahia, e por conta da amizade que têm junto ao governo, os diretórios estaduais do PSB e do PT optaram em não apoiar candidaturas. Anteontem, o governador Rui Costa, durante uma coletiva à imprensa, afirmou que prefere não tomar partido e disse acreditar que o que for eleito fará o melhor pelos municípios. Já Marcelo Nilo (PDT), presidente da Assembleia, declarou apoio a Quitéria por entender que ela fez um bom trabalho e esteve ao lado dele na sua reeleição a deputado estadual.

Disputa – No início da disputa, foram ventilados os nomes de Terence Lessa, prefeito de Ibotirama, e Wilson Cardoso (PSB), prefeito de Andaraí. Ambas as candidaturas perderam força ao decorrer do mês de dezembro e apenas duas chapas foram inscritas, ontem, conforme informou a assessoria de comunicação da UPB. Extraído na íntegra da Tribuna da Bahia.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios