CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Folião atingido por arma de fogo em Salvador passa por cirurgia

foto
Apesar do incidente, Prefeitura contabiliza redução em registros de atendimentos na área de saúde | FOTO: Reprodução |

Ações de varredura e monitoramento realizadas pela Prefeitura do Salvador, com apreensão de armas brancas e de fogo,com o apoio da Polícia Militar, serão intensificadas nos circuitos. Na madrugada deste sábado (14), foi registrada a primeira ocorrência de agressão por arma de fogo. João dos Santos Nascimento Junior, de 27 anos, recebeu os primeiros atendimentos no Módulo de Assistência à Saúde, localizado no Politeama. Pré-diagnósticado com fratura na perna, na região da tíbia, o folião foi encaminhado ao Hospital Ernesto Simões, onde passa por cirurgia.

Apesar do incidente, a Prefeitura continua a registrar redução em número de atendimentos em relação ao ano passado. Até o momento, o decréscimo é de 11,2%. “A nossa prioridade tem sido garantir o mais ágil atendimento possível às ocorrências registradas nos circuitos e isso, sem dúvida, contribui bastante para que alguns casos não evoluam para situações mais graves”, pontuou o secretário municipal da Saúde, José Antônio Alves, em coletiva de imprensa sábado (14).

Da noite de quinta-feira (12) até às 6h de sábado (14) foram registrados 1.075 atendimentos nos Módulos de Assistência à Saúde instalados nos circuitos oficias do carnaval. Os casos clínicos (79%) continuam sendo os de maior ocorrência, seguidos dos cirúrgicos (8,6%) e bucomaxilofacial (6,6%). A maioria dos pacientes tinha entre 20 e 29 anos (337) e era do sexo masculino (612). No entanto, ocorreu diminuição de 20,6% de atendimentos nesse gênero em relação ao ano anterior.

Em relação aos atendimentos realizados nos módulos, o Circuito Dodô respondeu por 64,9%, o Osmar 32,2% e o Batatinha por 2,9%. A intoxicação alcoólica continua sendo a principal causa de atendimento, com 159 ocorrências, seguida de agressão física (153), ferimento acidental (103) e cefaleia (53). 33 pacientes tiveram que ser transferidos dos Módulos de Assistência à Saúde para UPA’s e hospitais.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios