CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

Julgamento de ex-secretário da Bahia suspeito de assédio é adiada no TJ

almiro
Processo seria julgado na tarde de quarta-feira (25), no Tribunal de Justiça. Advogado diz que solicitou adiamento em virtude de outros compromissos | FOTO: Reprodução |

A pedido do advogado do ex-secretário da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos da Bahia (SJCDH), Almiro Sena, exonerado após denúncias de assédio sexual e moral contra servidoras da pasta, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) adiou a sessão plenária que começaria a julgar o processo sobre o caso, na quarta-feira (25). Gamil Föppel, que é advogado de Sena, disse ao Portal G1, na tarde desta quinta-feira (26), que solicitou adiamento porque tinha outros compromissos profissionais previamente agendados. “[O pedido] não tem relação com o processo. Ele foi justificado pela impossibilidade física da minha presença. Eu não poderia estar presente em dois lugares”.

O advogado ressaltou que raramente solicita adiamentos de sessões e afirmou que aguada nova designação do TJ-BA para que possa apresentar a devida sustentação oral a favor do cliente. “Não tenho a menor dúvida de que ele é inocente, até porque, se não fosse assim, eu nem atuaria [no caso]”, destacou. Gamil afirmou ainda que não poderia comentar detalhes sobre o encaminhamento do caso, porque o processo corre em segredo de Justiça.

Procurado pelo Portal G1, o Ministério Público da Bahia afirmou que Almiro Sena continua afastado das atividades da Promotoria. Em novembro de 2014, o Conselho Superior do MP-BA decidiu pelo afastamento de 60 dias. Em dezembro, o órgão prorrogou decisão para mais 60 dias, que começariam a ser contados em 6 de janeiro deste ano. O TJ-BA afirmou ao Portal G1 que ainda não há data prevista para realização de nova sessão. O relator da ação é o desembargador Mário Alberto Hirs. Extraído do Portal G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas