Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEsportesMenu Principal

Dunga convoca Seleção para amistosos contra a França e Chile

dunga
Última antes da convocação da Copa América, lista não tem muitas novidades: ex-jogador do Atlético-MG é o primeiro atleta do futebol chinês a ser convocado | FOTO: Reprodução |

O técnico Dunga convocou nesta quinta-feira a Seleção para os amistosos com França (dia 26 de março, em Paris) e Chile (29 de março, em Londres). Última relação do treinador antes de fazer a convocação da Copa América, a lista tem um dado histórico: Diego Tardelli, que trocou recentemente o Atlético-MG pelo Shandong Luneng, tornou-se o primeiro jogador convocado que atua no futebol chinês na história da equipe pentacampeã mundial. A lista tem cinco atletas que atuam no Brasil: os goleiros Jefferson (Botafogo) e Marcelo Grohe (Grêmio), os volantes Elias (Corinthians) e Souza (São Paulo) e o atacante Robinho (Santos). A principal novidade foi o retorno de Marcelo, lateral-esquerdo do Real Madrid que havia sido cortado pelo treinador, por lesão, em sua primeira lista, em setembro do ano passado.

Titular nas quatro primeiras partidas de Dunga e autor dos dois gols da vitória sobre a Argentina, no Superclássico das Américas, em outubro de 2014, Tardelli foi o escolhido pelo técnico para continuar no time entre os atletas que se transferiram para mercados menos tradicionais. Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart, que trocaram o Cruzeiro por Al Ahli (Emirados Árabes) e Guangzhou Evergrande (China), respectivamente, por exemplo, ficaram fora. “A situação é única, alguns jogadores estão na pré-temporada. Assim, é normal um ou outro jogador não estar no top da condição. Optamos por um atleta que era titular e vinha jogando com a Seleção. Isso diminui o risco de trazer jogares que não estão no top da condição física”, disse o capitão do tetra sobre levar Tardelli e deixar os ex-cruzeirenses fora.

Todos os jogadores convocados para os amistosos do fim de março já haviam sido utilizados por Dunga nessa sua nova passagem pela seleção brasileira. Alguns, como o goleiro Marcelo Gröhe, o lateral-direito Fabinho e o volante Souza tiveram chances nos lugares de atletas cortados. Agradaram e permaneceram no grupo. Desde que voltou ao comando da Seleção após a Copa do Mundo de 2015, Dunga conseguiu seis vitórias, com 14 gols marcados e apenas um sofrido. Dos 14 gols, Neymar foi responsável por sete, metade. Diego Tardelli (2), Willian (2), David Luiz e Roberto Firmino, além de um gol contra do turco Kaya, marcaram os demais.

A apresentação da Seleção está marcada para os dias 22 e 23, em Paris. Após a partida com os franceses, a delegação segue para a Inglaterra, onde enfrentará o Chile. O Brasil está no Grupo C da Copa América, com Colômbia, Peru e Venezuela. A estreia será contra os peruanos, em 14 de junho. Três dias depois, o time pega os colombianos. No dia 21, a última rodada será contra os venezuelanos. Como tem feito desde sua volta à Seleção, Dunga convidou um campeão mundial para fazer parte da comissão técnica nos amistosos: o escolhido para esta viagem foi Jairzinho, autor de gols em todos os jogos da campanha do tri em 1970. As informações são do Globo Esporte.

Confira a lista completa:
GOLEIROS
Jefferson (Botafogo)
Marcelo Grohe (Grêmio)
Diego Alves (Valencia)

ZAGUEIROS
David Luiz (PSG)
Marquinhos (PSG)
Thiago Silva (PSG)
Miranda (Atlético de Madrid)

LATERAIS
Fabinho (Monaco)
Marcelo (Real Madrid)
Filipe Luis (Chelsea)
Danilo (Porto)

VOLANTES
Luiz Gustavo (Wolfsburg)
Fernandinho (Manchester City)
Elias (Corinthians)
Souza (São Paulo)

MEIAS
Oscar (Chelsea)
Willian (Chelsea)
Douglas Costa (Shakhtar Donetsk)
Philippe Coutinho (Liverpool)

ATACANTES
Neymar (Barcelona)
Roberto Firmino (Hoffenheim)
Diego Tardelli (Shandong Luneng)
Robinho (Santos)

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios