Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Bahia: Casal é preso com 200 cartões do Bolsa Família no município de Amargosa

foto
Segundo o delegado Adílson Bezerra, titular da DT/Amargosa, José Geraldo e a mulher vinham sendo monitorados pela polícia há seis meses e foram presos em flagrante | FOTO: Reprodução/Polícia Civil |

A Polícia Civil prendeu José Geraldo Santos Almeida, de 53 anos, e sua companheira Iraildes dos Santos, 30, na última sexta-feira (27), acusados de oferecer empréstimos com juros abusivos para dezenas de famílias do município de Amargosa, no centro-sul da Bahia, e reter cartões de benefícios dos devedores para o pagamento das dívidas. Investigadores da Delegacia Territorial (DT) de Amargosa apreenderam mais de 200 cartões, com as respectivas senhas, em poder do casal.

Segundo o delegado Adílson Bezerra, titular da DT/Amargosa, José Geraldo e a mulher vinham sendo monitorados pela polícia há seis meses e foram presos em flagrante quando realizavam um saque numa agência bancária, utilizando o cartão de benefício de uma das vítimas. O casal já havia efetuado outros dois saques, em bancos diferentes, neste mesmo dia. No momento da prisão, a dupla portava pouco mais de R$ 1,2 mil, em espécie.

José Geraldo mantinha um escritório no bairro da Catiara, sem autorização legal, no qual onde eram feitos os empréstimos a juros exorbitantes. O esquema tinha como alvo principal pessoas de baixa renda, portadores de cartões de benefícios e que passavam por dificuldades financeiras. José Geraldo oferecia os empréstimos a juros de pelo menos 20 por cento, ao mês, e exigia das vítimas a entrega do cartão de benefício, acompanhados da senha. No dia do pagamento, os golpistas sacavam o dinheiro, descontavam os juros e entregavam a vítima o restante do valor. Muitas delas estavam endividadas há vários anos e a maioria era de pessoas idosas.

José Geraldo confessou que trabalha com agiotagem há mais de 10 anos, sendo que há oito anos vive exclusivamente desta prática criminosa. No ano passado, ele adquiriu um veículo Ford Ranger, ano 2014, pagando R$ 150 mil, à vista. O casal, que vai responder por crime contra a economia popular, já foi encaminhado à carceragem da 4ª Coorpin/Santo Antônio de Jesus. O delegado Adílson Bezerra solicita que todos que tiveram seus cartões retidos pelos acusados, compareçam à DT/Amargosa para recuperar seus cartões. Com informações da Polícia Civil.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios