Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu Principal

Deputado e cantora buscam apoio do governo para revitalização da Associação Fábrica Cultural

foto
Maria Del Carmem com o representante do governo e a cantora Margareth Menezes | FOTO: Ascom |

A Associação Fábrica Cultural, que completou 11 anos de existência, no último dia 29 de março, ganhou como presente o apoio do Governo do Estado para as obras de reforma e revitalização da sua sede, localizada na orla da Ribeira. O governador Rui Costa também se comprometeu em transferir o Detran do local – onde funciona, dominicalmente, o Mercado Iaô – para garantir o melhor funcionamento e aproveitamento do espaço, que atualmente é um dos grandes fomentadores de atividades culturais na capital baiana, além de ser um centro de referência em economia criativa, com reflexo no turismo cultural da Bahia.

Foi para discutir estas possibilidades, que a deputada estadual Maria del Carmen (PT), juntamente com presidente da associação, a cantora Margareth Menezes, participou de uma reunião com o secretário de Administração, Edelvino Góes. Para Maria del Carmen, o pleno funcionamento da Fábrica Cultural será um grande beneficio para os soteropolitanos, sobretudo os que residem Cidade Baixa, que hoje contam poucos equipamentos culturais disponíveis na região.

De acordo com informações do secretário, a Saeb já solicitou ao diretor-geral do Detran, Maurício Bacellar, que fizesse um estudo de transferência do serviço para outro local – tudo indica que as aulas pártica de direção sejam transferidas para o bairro de Narandiba. “A mudança de local pode durar de quatro a cinco meses, isso vai depender do projeto do Detran para a instalação no novo espaço ”, explicou Góes. Ele também frisou a importância de a associação ocupar toda a área. “É preciso que o projeto de vocês dê uma finalidade para o espaço; uma razão de ele ser”, finalizou.

Segundo Margareth Menezes, a proposta do centro cultural requer a utilização de todo o espaço. “Queremos transformar o galpão em um espaço para a exposição de artesãos do estado da Bahia, através do projeto Mercado Iaô; temos também a proposta de construir um cine teatro; um estúdio de gravação, para promover os artistas locais; um centro digital de atendimento à comunidade; uma escola de gastronomia, dentre outras atividades culturais como shows e festivais”, explicou a cantora. “Graças a Deus o governador foi lá e viu o potencial deste polo cultural que estamos propondo para cidade há mais de 10 anos”, comemorou.

“Eu acho que Margareth Menezes, diferente de outros artistas famosos da Bahia, tenta retornar par ao seu local de origem um pouco do sucesso que ele conquistou. Eu acho que isso faz a diferença; ela tem esta simplicidade. É muito significativo tudo o que Margareth retornou para Itapagipe, através deste projeto belíssimo”, elogiou Maria del Carmen. Atualmente, somente na península de Itapagipe, o projeto cultural Mercado Iaô, alcança mais de 10 mil pessoas.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios