Salvador: Rodoviários, patrões e Agerba entram em acordo e paralisação é suspensa

Postado em maio 4 2015 - 9:05pm por Jornal da Chapada
repro

Reunião ocorreu na tarde desta segunda-feira (4), em Salvador. Segundo rodoviários, Agerba se comprometeu em não realizar licitação | FOTO: Reprodução/Ascom-Bahia |

Rodoviários, empresários e representantes da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) entraram em acordo durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira (4), em Salvador. Com isso, a paralisação de 24 horas de motoristas e cobradores, prevista para esta terça-feira (5) em diversas cidades da Bahia, foi suspensa. O encontro, que também contou com representantes da Associação das Empresas de Transportes Coletivos do Estado da Bahia (Abemtro), discutiu, entre outros pontos, a questão da licitação da integração com o metrô da capital e a segurança de motoristas e cobradores da capital e da região metropolitana.

O Sindicato dos Rodoviários da Bahia informou que a Agerba garantiu que, por enquanto, não haverá licitação no setor de transporte metropolitano e que, se houver, futuramente, nenhum trabalhador será desempregado. “Fizemos acordo e a Agerba se comprometeu em nao fazer nenhuma licitação na área da RMS. Não havendo licitação, ficam garantidos os postos de trabalho e, sendo assim, a paralisação de amanhã [terça] foi suspensa”, garantiu, em contato com o Portal G1.

“Além disso, caso alguma empresa por acaso deixe de operar em alguma linha de ônibus, a empresa que assumir a linha vai absorver 100% dos trabalhadores para que eles nao fiquem sem trabalho. Definido isso, a gente agora vai tratar da nossa campanha salarial”, informou. Conforme Hélio, a assembleia marcada para esta quinta-feira (7) está mantida. Segundo o adimintrador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários da Região Metropolitana de Salvadir (Sindimetro), Mario Cléber Costa, também ficou acordado a intensificação de blitze para coibir os transportes clandestinos operados por cooperativas e associações sem concessões.

“Com relaçao à segurança, ficou definido que as blitze serão intensificadas em Lauro de Freitas e Simões Filho, e ampliadas para as cidades da Camaçari, Dias D’Ávila e Alagoinhas. Também será criado bilhete único com sistema de metrô e o Integra Salvador, para não haver corte de trabalhos. Além disso, a relocação de 100% de profissionais de empresas que desistam de fazer determinada linha deverá ser obrigatório em qualquer licitação” afirmou. A assessoria de comunicação da Agerba foi procurada pelo G1 nesta segunda para falar sobre o resultado da reunião, mas informou que só poderia enviar informações sobre o encontro nesta terça-feira (4). Do Portal G1.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.