Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Após mortes em nova ação da PM, Rui Costa diz que policiais têm direito à legítima defesa

foto
O governador Rui Costa | FOTO: Reprodução/Mateus Pereira |

O governador Rui Costa (PT) reforçou nessa segunda-feira (27) sua tese de apoio às ações da Polícia Militar (PM), que tem resultado em mortes de suspeitos. Nesse final de semana, agentes das polícias Civil e Militar faziam uma operação na cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, quando teriam trocado tiros com uma quadrilha denominada “MPA”, resultando na morte de seis suspeitos.

Com o grupo foram encontradas armas como pistolas, um fuzil AK-47, um revólver e dois balísticos. “Quem recebe a polícia com metralhadora, ou está querendo matar ou querendo morrer. Infelizmente o Estado não vai ficar de joelhos para o crime. O Estado vai respeitar a lei e eu vou punir todos os policiais como estou punindo. Só esse ano já foram vários policiais e eu disse ao comandante: ‘eu quero reforço na Corregedoria para punir e dar exemplo a quem agir fora da lei’. Agora, do outro lado, o Estado não ficará de joelhos para bandidos que usam metralhadoras, fuzis, escopetas, intimidando a sociedade”, diz o governador.

“As polícias Civil e Militar não vão se intimidar com o uso de armamento pesado. A ordem é cumprir a lei e que as pessoas sejam presas vivas. Se elas tentam matar o policial com fuzil e metralhadora, a polícia tem que reagir. Infelizmente, quem atirar contra a polícia, o direito à legítima defesa do cidadão que está vestindo a farda tem que ser exercido e eu exijo que o estado de direito prevaleça”, defende Rui Costa. Com informações do site Bocão News.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios