Pular para a barra de ferramentas
CidadesCuriosidadesEconomiaMenu Principal

Morro do Chapéu terá frigorífico e primeira vinícola da Chapada Diamantina

foto
As terras do município estão valorizadas e novos empregos estão sendo criados | FOTO: Heckel Junior/Seagri |

No mês em que completa 106 anos, o município de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, tem bons motivos para comemorar. As terras da cidade estão valorizadas e novos empregos estão sendo criados, com uma consequente melhoria da renda e qualidade de vida de sua população. A cidade passou a exportar morangos para as regiões Sudeste, Norte e Nordeste do País, produz uvas finas e vinhos experimentais de qualidade – além de maçãs e peras – e já está se preparando para implantar a primeira vinícola da região.

Essas e outras transformações são frutos de ações desenvolvidas pelo Governo do Estado na região. Em 2010, a Secretaria da Agricultura do Estado (Seagri) implantou, no município, uma Unidade de Observação para produzir uvas viníferas para vinhos finos. Três anos depois, a Seagri celebrou termo de compromisso com a empresa Peterfrut, do Espírito Santo, para implantação de 200 hectares de morangos, mesmo ano em que, cumprindo compromisso selado com a secretaria, a empresa Ban Bahia Tomates Especiais iniciou a produção em estufas de tomates grape sweet, em três hectares, que agora já foram ampliados para oito hectares. Além disso, um matadouro frigorífico, com capacidade para abater 100 animais/dia, está em fase de conclusão, com cerca de 75% das obras concluídas.

Leia também:
Ninguém combate a corrupção como Dilma, diz Wagner em Morro do Chapéu
Chapada: Rui Costa prestigia aniversário de Morro do Chapéu e destaca vocação vinícola da cidade

foto3
Vinhos são produzidos na região | FOTO: Heckel Junior/Seagri |

Reconhecimento
Todas essas conquistas foram lembradas durante evento que celebrou o aniversário da cidade, no último sábado (8), quando a Seagri foi homenageada por contribuir para o desenvolvimento de Morro do Chapéu. Na oportunidade, o superintendente de Políticas do Agronegócio, Guilherme Bonfim, que representou o secretário da pasta estadual, Paulo Câmara, reafirmou o empenho do governo em continuar contribuindo não só para o desenvolvimento do município, mas de toda a Chapada Diamantina. “O trabalho desenvolvido aqui funciona como laboratório para implantação de projetos em toda a região”, disse Guilherme, destacando que “agora o foco é a atração de investimentos para agroindustrializar a produção”.

O presidente da Associação de Produtores e Criadores de Morro do Chapéu e Região, Odilésio Gomes, destacou a parceria com o governo, que, segundo ele, ampliou as perspectivas dos cerca de 230 associados. “Este projeto da nossa associação com a Seagri não se restringe às uvas. Este ensaio também envolve as frutas de clima temperado, como pera, morango, pêssego, ameixa e tomates telados”.

foto5
A plantação já ocupa hoje 33 hectares e a família de Agnaldo trabalha com meeiros, que recebem o equivalente a 30% da produção | FOTO: Heckel Junior/Seagri |

Crédito rural
Quem se interessar em investir na produção de uvas viníferas na Chapada Diamantina já conta com acesso ao crédito rural e podem obter financiamentos através dos bancos oficiais. Esse é o resultado prático da inclusão dos municípios de Morro do Chapéu, Mucugê e Rio de Contas no Zoneamento Agrícola de Risco Climático para a cultura da uva na Bahia, oficializada pelo Ministério da Agricultura (Mapa), através da Portaria 165/2014. A inclusão desses municípios é mais uma vitória do governo baiano, que, através da Secretaria da Agricultura, demonstrou ao Mapa as condições adequadas e a vocação da região para o cultivo de uvas.

Transformações sociais
Além da Peterfrut, empresa do Espírito Santo – que iniciou em Morro do Chapéu o plantio de 200 hectares de morango –, outra empresa, de sócios mineiros, escolheu o município para se estabelecer, encerrando as atividades em Pouso Alegre, Minas Gerais. Por diversas áreas de Morro do Chapéu, as telas brancas de proteção dos morangos se destacam, indicando que a cultura se espalha rapidamente pela região, gerando empregos e renda para mais de duas mil pessoas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios