Sindicato aponta desvio de função de prestadores de serviços em Salvador

Postado em ago 24 2015 - 5:20pm por Jornal da Chapada
foto

O vereador Luiz Carlos Suíca e a coordenadora geral do Sindilimp Ana Angélica Rabello | FOTO: Divulgação/Ascom |

O Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Urbana da Bahia (Sindilimp-BA) encaminhou, nesta semana, um ofício ao Ministério Público do Trabalho (MPT), denunciando a empresa Braspe e o município de Salvador por desviou de função de trabalhadores das escolas da capital. De acordo com a coordenadora geral Ana Angélica Rabello, a situação também foi levada à Câmara de Vereadores, por meio do edil Luiz Carlos Suíca (PT). “Já temos uma ação de uma trabalhadora que teve mais de 70% de seu corpo queimado e outra que se recusou a fazer a alimentação escolar, pois era contratada para limpeza, essa, inclusive, está sem trabalhar”.

Na Casa Legislativa em Salvador, o vereador Suíca disse que houve concurso na prefeitura para merendeira, mas essas pessoas que passaram ficam no administrativo e os trabalhadores de limpeza é que fazem dupla função: limpeza e merenda. “Vale lembrar que esses trabalhadores não fizeram curso algum e nem concurso para isso. Acredito que o MPT vai abraçar essa investigação e apontar melhorias. O que podemos fazer agora é denunciar as falhas e dizer que cada trabalhador tem sua função, é um absurdo que tenham de se sacrificar para cumprir determinações errôneas”, completa o edil petista.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.