CidadesCuriosidadesMenu Principal

Bolsa Família completa 12 anos e deputado petista aponta avanço social com o programa

valmir
De acordo com Assunção, o valor individual da bolsa pode até parecer pouco, mas é responsável por ter tirado mais de 36 milhões de brasileiros e brasileiras da extrema pobreza | FOTO: Reprodução/Agência Câmara |

“Estamos acompanhando a primeira geração de brasileiros que não conhece o que é a fome”. A fala é do parlamentar federal Valmir Assunção (PT-BA), que foi à tribuna da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (20), e defendeu o programa social de transferência de renda Bolsa Família que completa 12 anos neste mês de outubro. De acordo com o petista, a ação, criada no primeiro governo do ex-presidente Lula, revolucionou o processo de distribuição de renda do Brasil e atualmente beneficia mais de 14 milhões de famílias com repasse de R$ 2,3 bilhões. “Só na Bahia, são mais de 1 milhão e 800 mil famílias beneficiadas, sendo o estado com maior distribuição do programa. São repasses na ordem de R$ 297.106.694, uma média de R$ 165,01 por família beneficiada”.

Valmir destacar ainda que 1,2 milhão de cisternas foram construídas na região semiárida do país no âmbito dos programas e ações de apoio ao Bolsa Família e também aponta que o benefício tem auxiliado imigrantes a se manterem no país. “São importantes também as ações de solidariedade e de respeito aos direitos humanos, que envolvem o programa. Houve um aumento de 600% de sírios cadastrados diante da delicada situação que a Síria passa e dos imigrantes que aqui vieram em busca de paz, subiu de 23 para 163 famílias cadastradas. No total, são 15 mil estrangeiros inscritos no programa, pouco mais de 0,1% do total de famílias cadastradas”.

De acordo com Assunção, o valor individual da bolsa pode até parecer pouco, mas é responsável por ter tirado mais de 36 milhões de brasileiros e brasileiras da extrema pobreza e com a garantia da permanência das crianças nas escolas, uma das regras do programa. “Este feito mereceu reconhecimento internacional das Nações Unidas, sendo o Brasil o pioneiro em ações desta magnitude e com resultados tão expressivos. Trabalhei durante alguns anos como secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Fome da Bahia, e tive a oportunidade de ver o desenvolvimento das crianças, o empoderamento das mulheres chefes de família [são 93% entre os titulares]. É uma transformação sem precedentes”, completa Valmir.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas