Salvador: Empresa é acionada por fraude em chamamento público da Câmara Municipal

Postado em dez 20 2015 - 12:14pm por Jornal da Chapada
foto5

A empresa Maximum Recursos Humanos Eireli foi acionada na última quinta-feira | FOTO: Reprodução |

Acusada de utilizar atestado de qualificação técnica falsificado para obter êxito em processo de chamamento público promovido pela Câmara Municipal de Salvador, a empresa Maximum Recursos Humanos Eireli foi acionada na última quinta-feira (17), pelas promotoras de Justiça Patrícia Medrado e Rita Tourinho. De acordo com elas, a empresa fraudou o caráter competitivo do chamamento público que visou a contratação emergencial de empresa terceirizada para a prestação de serviço de limpeza.

A Maximum apresentou um atestado de capacidade técnica emitido pelo Município de Ibicaraí, que já atestou que não emitiu o documento e que a empresa jamais prestou qualquer tipo de serviço à Prefeitura, explicam as promotoras de Justiça. Patrícia Medrado e Rita Tourinho destacam que os atos lesivos perpetrados pela empresa atentaram contra os princípios da Administração Pública, principalmente no que toca à legalidade e à moralidade administrativa. Elas solicitam à Justiça que condene a acionada às penas previstas na Lei Anticorrupção (Lei nº 12.846/2013). As informações são do MP-BA.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.