Suíca diz que 2016 será de luta para garantir direitos conquistados e fortalecer a democracia

Postado em dez 20 2015 - 12:04pm por Jornal da Chapada
foto5

O vereador e líder da oposição na Câmara de Salvador, Luiz Carlos Suíca | FOTO: Divulgação |

O vereador e líder da oposição na Câmara de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), fez um panorama geral de como 2016 deve influenciar a política brasileira e considerou 2015 como um ano marcado por disputa diária. “Nesse final de 2015 conseguimos oxigenar nosso exército para ir às ruas, e 2016 será na rua também, com todo tipo de bloco a favor da democracia. Foi um ano positivo, ajudamos a democratizar os conselheiros tutelares, humanizamos as favelas que temos mais proximidade, mudamos a vida das pessoas e defendemos a democracia dos golpistas”, aponta Suíca em explanação de conjuntura feita na última sexta-feira (18), durante confraternização no Clube dos Fantoches, fazendo um balanço do mandato e dos cenários políticos nacional e estadual.

Neste domingo (20), o edil petista falou da atuação como líder da oposição, tendo atuado como vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, como presidente de planejamento, vice-presidente da comissão especial do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), vice-presidente da comissão de pessoas com deficiência e pediu mais ações para a periferia. “Foi meu primeiro mandato, quero continuar consolidando as políticas públicas que conseguimos e que temos trabalhado. Recentemente, um menino da favela foi campeão mundial de surf, e temos que dar oportunidades para tantos outros, assim estaremos afastados eles do mundo das drogas, da violência, do tráfico e do crime”.

De acordo com Suíca, as escolas públicas só terão boa qualidade “quando houver um investimento pesado dos governos federal, estadual e municipal no setor. Só assim haverá igualdade na educação. Só existe escola particular porque o ensino da pública é ruim, a mesma coisa com plano de saúde, só é necessário porque o sistema de saúde público não funciona como deveria. Tudo que existe de privado é porque o público falhou. Precisamos de um estado mais igual, essa é nossa luta”.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.