Música, teatro e exposições movimentam o verão de Salvador

Postado em jan 19 2016 - 3:04pm por Jornal da Chapada
foto5

Gerônimo Santana se apresenta na capital, no Pelourinho | FOTO: Rosilda Cruz |

A agenda de janeiro do Verão da Cultura conta com uma programação diversificada, promovida com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult). Entre as opções para celebrar a estação mais quente do ano estão shows no Pelourinho e no Teatro Castro Alves, aulas de dança e visitas aos museus. Não faltam alternativas gratuitas ou a preços populares para todos os gostos e idades. Confira a seguir.

Pelô da Bahia
Atrações dos mais diversos ritmos e os ensaios dos blocos fazem o esquenta para o Carnaval e garantem animação todos os dias da semana no Pelô da Bahia. Às segundas-feiras, seguem os concertos do Cortejo Afro, sempre às 21h, no Largo Pedro Archanjo. Às terças, às 20h, o cantor Gerônimo Santana e Banda Mont Serrat levam ao palco do Largo Pedro Archanjo o show O Pagador de Promessa. Já no Largo Tereza Batista, dias 26 e 31, às 20h, os tambores rufarão no ensaio da Banda Olodum.

Às quartas-feiras acontecem os ensaios do bloco afro Muzenza, no Largo Tereza Batista, às 21h. Já o VI Encontro Mauanda Bankoma anima as quintas-feiras, no Largo Tereza Batista, às 20h30. Nas sextas-feiras esquentam o verão OQuadro, Sine Calmon & Banda Morrão Fumegante e Afrodisíaco, com Pierre Onasis, respectivamente nos largos Pedro Archanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Àgua, sempre às 21h.

Outras atrações, como Bailinho de Quinta; BaianaSystem; Atabasabar; Sarajane e Banda Flor de Canela Amor; Festa e Devoção; Ifá Afrobeat; Curumim; Du Gruv; Amanda Santiago e Tatau, fazem de janeiro o mês da mistura de ritmos. A programação cultural do Pelô da Bahia é promovida e apoiada pelo Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI), unidade vinculada à Secult. Para mais informações, acesse: www.centrodeculturas.ba.gov.br.

TCA
A programação de grandes shows e espetáculos continua no palco do Teatro Castro Alves (TCA). Dia 23, às 21h, a cantora Elza Soares faz show de lançamento do seu mais novo álbum, A Mulher do Fim do Mundo. Já no dia 24, às 20h, Moraes Moreira e Davi Moraes, pai e filho, apresentam pela primeira vez na Bahia o show do disco Nossa Parceria, o primeiro lançado juntos.

No dia 26, às 19h, o projeto Conversas Plugadas abre sua temporada 2016 tendo como convidado o ator e diretor baiano Ricardo Castro, consagrado pelo solo teatral R$ 1,99, com o qual permaneceu por 15 anos em cartaz e circulou o país. O ator volta ao palco do TCA dias 27, 28 e 29, às 21h, para o espetáculo Sexo, Drogas e Axé Music.

Dia 31, às 11h o cantor e compositor baiano Nelson Rufino apresenta o show 50 anos de Samba, na abertura da temporada 2016 do projeto Domingo no TCA, trazendo para o palco artistas convidados, como Gal do Beco, Juliana Ribeiro e Ju Moraes.

Solar Boa Vista
O Cine Teatro Solar Boa Vista, unidade vinculada à Secult, em Engenho Velho de Brotas, preparou uma programação especial para agitar a temporada de verão da cidade, trazendo uma série de linguagens artísticas para o espaço. Dia 20, o Coletivo Boca Quente realiza o Palavra em Pauta, a partir das 14h. No dia 21, o espetáculo Isto não é uma mulata – Discussão Encenada sobre Representação da Mulher Negra se apresenta no Solar, às 17h.

Para a criançada, o Bailinho do Canela Fina: Criança, Confete e Serpentina se apresenta no dia 23 (sábado), a partir das 16h. No dia 24, a partir das 11h, acontece a Feijoada Yes Culture, na qual serão realizadas apresentações de grupos de samba, voz e violão, com estrutura all inclusive, incluindo a tradicional feijoada.

Dia 26, às 19h, o Coletivo Urgente de Audiovisual (Cual) realiza o Pensar Curta, evento de debate e reflexão sobre as possibilidades estéticas e de mercado para o curta-metragem. Já no dia 27, a partir das 19h, o espetáculo Usina Griô se apresenta no Solar, com histórias sobre a mitologia dos orixás. Além disso, quem volta aos palcos do cine teatro é o espetáculo Somos Todas Clandestinas, que se apresenta nos dias 28 e 29 (quinta e sexta-feira), sempre às 20h.

No dia 30, tem a Jornada das Adaptações Literárias em Séries e Filmes, a partir das 14h. O projeto nasce do desejo de mesclar elementos de nossa baianidade com a cultura pop/geek em Salvador. Fechando o mês de janeiro, no domingo, dia 31, a partir das 10h, acontece mais uma edição do Domingo no Parque!, que completa um ano de ocupação do Parque Solar Boa Vista.

Cursos de férias
Para quem curte o verão buscando aprender alguma linguagem artística, a pedida são os cursos de férias da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), que recebem público do estado, do Brasil e de várias partes do mundo para participar de aulas na Escola de Dança e de cursos de qualificação em Música, ambos do Centro de Formação em Artes (CFA). Entre as opções estão as aulas com o premiado compositor Pedro Augusto Dias, que ministrará o curso Arranjo: princípios, técnicas e estratégias, de 14 de janeiro a 3 de março.

As crianças que gostam de dança têm espaço no curso de férias Brincadeira para Dançar, ministrado pela professora Tariana Costa. As aulas já começaram e acontecem até o dia 29 de janeiro. Além disso, diversas outras opções de aulas estão à disposição, como a de dança dos blocos afro, dança do ventre, técnica silvestre, dança afro contemporânea, street jazz, balé clássico, técnicas contemporâneas, alongamento, sapateado americano, tango, dança de orixás e suas ressignificações, hatha yoga, manutenção física para bailarinos, tribal house fusion, além das aulas de dança afro-brasileira e percussão. Para mais informações acesse: www.fundacaocultural.ba.gov.br

Museus
Os museus da Diretoria de Museus (Dimus) do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), unidade também vinculada à Secult, são ótimas opções de lazer para turistas e moradores. Localizados no Pelourinho, bairro histórico de Salvador marcado por seu valor cultural, os museus apresentam exposições diversas, que podem ser conferidas pelo público de forma gratuita, de terça a sexta-feira, das 12h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, de 12 às 17h.

No Centro Cultural Solar Ferrão é possível visitar o um acervo da Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi, da Coleção de Arte Africana, da Coleção de Arte Popular e da Coleção Walter Smetak. No mesmo prédio encontra-se o Museu Abelardo Rodrigues, que apresenta uma coleção composta por mais de 800 objetos, revelando a trajetória histórica e artística da arte sacra cristã no Brasil, percorrendo o Barroco e o Neoclássico, suas formas de representação e devoção, aproximando o humano do sagrado.

No Museu Tempostal, o visitante encontrará imagens que retratam a cidade de Salvador em seu processo de urbanização, assim como a pluralidade que marca as outras regiões da Bahia, nas exposições Pelos Caminhos de Salvador, O Bairro do Comércio e Bahia – Litoral e Sertão. Já o Museu Udo Knoff de Azulejaria e Cerâmica, que passou por uma recente reforma, traz as exposições Azulejaria na Bahia e Arte e Azulejaria, esta última exibe fotografias de prédios revestidos com azulejos confeccionados pela oficina de Udo Knoff, fruto de projetos de artistas renomados da Bahia.

Além disso, o Palacete das Artes promove o projeto Cinema no Palacete, com o tema A Prostituta no Cinema, com entrada gratuita, sempre às 17h. Serão exibidos os filmes dias 15, 20, 22, 27, 29. Além de visitar o espaço e apreciar, nos jardins, as quatro esculturas de Auguste Rodin, o público pode conferir belos e variados trabalhos em cerâmica, confeccionados por mais de 20 artistas ceramistas, no salão térreo do museu.

No segundo pavimento do Palacete das Artes permanece em cartaz a exposição Gullah, Bahia, África, parceria entre o Consulado Geral dos Estados Unidos da América no Rio de Janeiro e a Fundação Pedro Calmon, com curadoria de Alcione Meira Amos. Já na Galeria Mansarda, no mesmo espaço, a exposição Charlotte em Tons apresenta cerca de 30 telas da artista plástica Charlotte Lisboa, que destacam visões sensuais da forma feminina, além de paisagens. É possível conferir também, aberta no dia 19, às 19h, a exposição Lendas e Aparições, do artista francês Daniel Hourdé, composta por 14 impactantes desenhos, de grande dimensão, sobre os passos de Jesus rumo à crucificação.

O Museu de Arte da Bahia (MAB), o mais antigo do estado, também estará de portas abertas. Seu acervo é constituído por 13.686 peças adquiridas ao longo do tempo, incluindo obras de origem italiana, francesa, flamenga, holandesa, além de pintores baianos e gravuras que remetem a um passeio pela cidade de Salvador no século XIX.

O Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), localizado no Solar do Unhão, tem muito para mostrar além da bela vista da Baía de Todos os Santos. Integra o espaço um sítio histórico, uma galeria ao ar livre (Parque das Esculturas), a Sala Rubem Valentim, dedicada às obras do artista baiano, o espaço das oficinas do MAM e locais expositivos como a capela e o casarão. Aos sábados, às 18h, o JAM no MAM continua fazendo o público contemplar o belo por do sol no melhor estilo das jam sessions.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.