CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Salvador: Servidores municipais e prefeitura não entram em acordo e greve continua

foto67
O Sindiseps informa que uma nova assembleia está marcada para terça | FOTO: Reprodução/Sindicato |

Parados desde o dia 15 de março, os servidores municipais de Salvador participaram de mais uma reunião nesta sexta-feira (1°) com a prefeitura. Como não houve acordo no encontro, a categoria anunciou a continuidade da greve. Segundo o Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindiseps), não houve acordo sobre o corte salarial da categoria, além dos pedidos de reajuste salarial e no auxílio-alimentação.

O Sindiseps informou que a prefeitura manteve a sua posição de bloquear os salários dos servidores, reiterou que haverá cortes dos dias não trabalhados e negou a proposta do sindicato que era de desbloquear os salários dos servidores caso a categoria compensasse as horas não trabalhadas durante o período da greve.

Leia também:
Salvador: Prefeito ACM Neto determina corte de salários dos grevistas

Já a Secretaria Municipal de Gestão (Semge), que faz a intermediação entre prefeitura e servidores, disse que os salários não foram bloqueados. Informou que a prefeitura tem até o quinto dia útil do mês para fazer o pagamento aos funcionários e que ainda não repassaram o salário pois foi necessário fazer um reprocessamento na folha, já que os dias não trabalhados foram descontados.

A Semge confirma a proposta do sindicato sobre a compensação de horas e diz que não aceitou, mas fez uma contra-proposta. Nela, a prefeitura indicou que parcelaria as faltas da categoria em três meses, mas eles não aceitaram a proposta da prefeitura e com isso, o impasse continua. O Sindiseps disse que uma nova assembleia está marcada para terça-feira (5), na frente da Câmara Municipal, localizada no Centro Histórico de Salvador. As informações são do G1.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios