AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Brasil: Veja como será a votação do impeachment de Dilma neste domingo

foto67
Para ser aprovado, o processo contra Dilma tem que alcançar 342 votos, caso contrário o parecer pró-impeachment será arquivado | FOTO: Agência Brasil |

O domingo será decisivo para a política brasileira com a votação, na Câmara dos Deputados, do processo de impeachment que pede o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). Depois de um fim tardio da sessão de sábado (16) – que acabou por volta das 4h deste domingo (17) – os deputados ainda continuam com fôlego, assim como jornalistas, assessores que trabalham nas sessões. As atividades já duram cerca de 50 horas, com pequenas interrupções entre o fim das madrugadas e começos de manhãs de ontem e hoje. Para dar conta do ritmo de trabalho, as lideranças partidárias têm organizado cafés da manhã e turnos para os funcionários.

Porém, alguns grupos de servidores têm trabalhado direto acompanhando as sessões do início, pela manhã, até o fim, na madrugada. Os trabalhos continuam com a votação. Antes, o relator do processo fará a leitura do parecer. Com 342 votos “sim” (2/3 dos 513 deputados), o parecer é aprovado e é autorizada instauração de processo de impeachment da presidente da República. Caberá ao Senado decidir se processa e julga a presidente. Se não alcançar 342 votos, o parecer pró-impeachment é arquivado. Jornal da Chapada com informações de agências.

Veja passo a passo como será a sessão deste domingo:

– A sessão começa às 14h. Antes dos deputados votarem, terá a palavra por 25 minutos o relator Jovair Arantes.

– Os líderes partidários poderão usar a palavra. O tempo varia de 3 a 10 minutos, de acordo com o tamanho da bancada, além de mais um minuto para orientação do voto dos deputados da legenda.

– A votação é por chamada nominal. A ordem começará com deputados do Norte e será feita alternância entre parlamentares do Norte e do Sul. Dentro de cada estado, a ordem de chamada é alfabética.

– Cunha vai decidir na hora se sai da Presidência para votar na chamada dos deputados do Rio ou se votará por último.

– Cada um dos deputados é chamado ao microfone para anunciar seu voto. Eles se levantam, vão ao microfone e respondem “sim” (aprovação), “não” (rejeição) ou “abstenção”.

– Cada deputado deve gastar, em média, 30 segundos para votar, contando deslocamentos e pequenos discursos. Não haverá encaminhamento de votação nem questões de ordem nesse período.

– Os votos serão registrados por quatro secretários posicionados na Mesa, próximos do presidente Eduardo Cunha. Um registra os votos “sim”, outro os “não”, o terceiro registra as abstenções, e o quarto, os deputados ausentes.

– Quando o deputado anunciar seu voto, o secretário do voto correspondente diz em voz alta o nome do deputado, o voto e quantos votos daquele já existem.

– Terminada a chamada dos 513, faz-se uma segunda chamada dos que estavam ausentes na primeira.

– Com 342 votos “sim” (2/3 dos 513 deputados), o parecer é aprovado e é autorizada instauração de processo de impeachment da presidente da República. Caberá ao Senado decidir se processa e julga a presidente.

– Se não alcançar 342 votos, o parecer pró-impeachment é arquivado.

Confira a ordem de votação. Dentro de cada estado, segue ordem alfabética.
1 – Roraima
2 – Rio Grande do Sul
3 – Santa Catarina
4 – Amapá
5 – Pará
6 – Paraná
7 – Mato Grosso do Sul
8 – Amazonas
9 – Rondônia
10 – Goiás
11 – Distrito Federal
12 – Acre
13 – Tocantis
14 – Mato Grosso
15 – São Paulo
16 – Maranhão
17 – Ceará
18 – Rio de Janeiro
19 – Espírito Santo
20 – Piauí
21 – Rio Grande do Norte
22 – Minas Gerais
23 – Paraíba
24 – Pernambuco
25 – Bahia
26 – Sergipe
27 – Alagoas

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas