CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Brasil: Silvio Santos diz que vai se candidatar para presidente e acredita que pode ajudar

foto6
Silvio Santos criou para o seu espaço dominical um programa chamada “Bolsa Família”, mas ainda não tem data para estreia | FOTO: Divulgação |

De acordo com publicação do site O Popular, o apresentador Silvio Santos pode pintar como alternativa para o pleito de 2018. As informações dão contra que ele tem comentado constantemente em seus programas sobre a atual situação política do Brasil. Na narrativa, o site aponta que na última quarta-feira (27), durante a gravação de sua atração, Silvio disse que pretende ser candidato à Presidência da República. Segundo ele mesmo, acredita que pode ajudar muito o Brasil. Entretanto, o apresentador não está filiado a nenhum partido. O site também revelou um novo programa de Silvio Santos e elencou algumas curiosidades, confira abaixo a reprodução do conteúdo.

Bolsa Família
Embora estamos falando de política, esse “Bolsa Família” não se refere ao programa social do governo federal e sim a um quadro que Silvio Santos criou para o seu espaço dominical. Conforme o jornalista José Armando Vannucci, o quadro será um game, onde famílias disputam prêmios em dinheiro, envolvendo as mais diferentes provas, como questões de conhecimento geral e desafios físicos. Ainda não há previsão de estreia. Nos corredores do SBT a brincadeira já tomou conta e estão dizendo que a bolsa pagará mais do que o projeto social do governo.

Silvio Santos x Eduardo Cunha
Olha que curioso. Em meio a essas especulações, veio a tona que o “responsável” por anular a candidatura de Silvio Santos para presidente em 1989, foi o atual presidente da Câmara Eduardo Cunha. Isso porque ele descobriu que o partido do então candidato Silvio Santos, PMB, não tinha feito o número mínimo de convenções exigido pela legislação eleitoral.

Por isso, no dia 9 de novembro de 1989, o Tribunal Superior Eleitoral cassou o registro do partido e inviabilizou a candidatura de Silvio Santos. Eduardo Cunha era aliado do também candidato Fernando Collor de Mello e como “recompensa”, teria sido indicado por PC Farias para a presidência da Telerj, a estatal de telefones do Rio de Janeiro. As informações são do site O Popular.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios