CidadesCuriosidadesMenu Principal

Produção de peixes na Bahia Pesca aumenta 45% no primeiro trimestre

peixe
A estação de piscicultura de Pedra do Cavalo foi a que registrou um maior aumento na produção | FOTO: Reprodução |

Os números do primeiro trimestre de 2016 apontam um aumento de 45% na produção de peixes nas estações de piscicultura da Bahia Pesca, vinculada à Secretaria da Agricultura, em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto o início de 2015 registrou a produção de aproximadamente 5,3 milhões de alevinos, o primeiro balanço trimestral de 2016 revelou a produção de 7,8 milhões de peixes. Entre janeiro e março deste ano cerca de 3.500 famílias foram beneficiadas com as ações de peixamento realizadas pela Bahia Pesca no estado.

“A Bahia possui o maior litoral do Brasil, com 1.200 quilômetros de costa e 60 bilhões de metros cúbicos de águas continentais aptas ao uso para produção de pescado. Diante desse potencial, o governo do Estado vem empreendendo e intensificando ações para estruturar a atividade pesqueira e tornar a Bahia autossuficiente na produção. O resultado vitorioso que apresentamos hoje demonstra o comprometimento do governo do Estado, com a Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura”, declarou o secretário da Agricultura, Vitor Bonfim.

“Durante todo o ano de 2015 as nossas estações de piscicultura produziram cerca de 15 milhões de peixes, entregues para mais de oito mil famílias de pequenos aquicultores em cerca de 100 municípios baianos. Os quase oito milhões produzidos neste primeiro trimestre significa que a aceleração das nossas ações nos permite atender ainda mais as necessidades de peixamento dos territórios baianos”, analisa o gerente de operações da Bahia Pesca, Antônio Laborda.

A estação de piscicultura de Pedra do Cavalo foi a que registrou um maior aumento na produção, saltando de 427 mil alevinos produzidos nos três primeiros meses do ano passado, para 1,9 milhão no primeiro trimestre deste ano. Já a estação de Cipó, que destinou as suas atividades em janeiro, fevereiro e março de 2015 exclusivamente para a produção de novos peixes matrizes e reprodutores, agora apresenta a produção de 120 mil alevinos nos mesmos meses deste ano.

“A meta estabelecida para a produção deste ano foi de 30 milhões de alevinos. Estamos felizes em alcançar um número significante logo no primeiro trimestre, pois o resultado desta investida será a extensão do benefício para o maior número possível de famílias de aquicultores no estado”, comemora o presidente da Bahia Pesca, Dernival Oliveira Júnior.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios