Chapada: Cemitério bizantino em Mucugê foi construído após epidemia de cólera

Postado em jul 21 2016 - 6:45pm por Jornal da Chapada
foto6

O local foi preservado como uma obra de arte das mais importantes e é patrimônio histórico da Chapada Diamantina | FOTO: Jornal da Chapada |

O cemitério Santa Izabel, em Mucugê, Chapada Diamantina, é bastante conhecido por sua arquitetura bizantina, mas poucos são os que sabem o porquê de sua construção. A história deste cemitério, que tive arquitetos vindos do exterior contratados pelos barões dos diamantes, começa com uma epidemia de cólera.

Como o enterro de pessoas dentro das igrejas foi proibido durante essa época, a construção de um cemitério em outro local, embaixo da montanha e de frente para a cidade, foi a solução. Os túmulos foram erguidos com muito capricho, como pequenas imitações dos templos católicos. Ao logo dos anos o cemitério foi preservado como uma obra de arte das mais importantes. É um dos patrimônios históricos da Chapada.

Recentemente a cidade de Mucugê foi tema do programa “A Bahia que a Gente Gosta” da Rede Record Bahia, que foi ao ar no último domingo (17) e mostrou mais sobre a história e pontos turísticos do município.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.