Chapada: Bandidos sequestram familiares de tesoureiro de banco e causam terror em Seabra

Postado em nov 8 2016 - 11:17am por Jornal da Chapada
foto6

As polícias Militar e Rodoviária Federal estiveram no local e cercaram a agência | FOTO: Divulgação/Whatsapp |

Uma quadrilha de bandidos fortemente armada invadiu a casa de um tesoureiro do Banco do Brasil e sequestrou ele, a mulher e a filha do casal, um bebê de apenas cinco meses, na cidade de Seabra, na Chapada Diamantina, na madrugada desta terça-feira (8). Segundo informações enviadas ao Jornal da Chapada, os bandidos sequestraram a família e soltaram o tesoureiro, obrigando ele a retirar os valores dos cofres como pagamento do resgate. As informações foram confirmadas pela Polícia Civil de Seabra.

As polícias Militar e Rodoviária Federal estiveram no banco durante o sequestro. Elas foram acionadas pelo gerente e cercaram o prédio do banco para que o dinheiro não saísse do local. “As polícias estão fechando todas as ruas da cidade. Alguma coisa bem séria está acontecendo dentro do banco. Não temos mais informações sobre o caso”, disse um dos moradores de Seabra, em contato com o Jornal da Chapada.

Atualização do caso
Novas informações dão conta que o sequestro acabou em Seabra. A versão oficial da polícia aponta que os criminosos invadiram a casa do tesoureiro do banco e sequestraram a mulher e a filha deles, uma bebê de cinco meses. O funcionário foi solto e informou a situação ao gerente, que acionou a polícia.

De acordo com informações da Polícia Militar, publicadas pelo portal G1, os sequestradores exigiram uma quantia para o resgate das vítimas. O valor pedido não foi divulgado. No início da tarde, as vítimas foram libertadas no trevo das cidades de Andaraí/Nova Redenção. Os suspeitos fugiram e a polícia segue à procura. Texto atualizado às 17h30.

Jornal da Chapada

Leia também
Chapada: Bandidos explodem agência do Banco do Brasil em Iraquara

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.