Setre quer responsabilização dos culpados na Operação Melaço

Postado em nov 23 2016 - 6:00pm por Jornal da Chapada
pf23

O golpe consistia na inserção de contratos de trabalho retroativos em carteiras de trabalho e no Cadastro Nacional de Informações Sociais | FOTO: Reprodução |

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (Setre) recebeu com preocupação a notícia, na manhã desta quarta-feira (23), da deflagração pela Polícia Federal da Operação Melaço, que visa desarticular organização criminosa que fraudava vínculos empregatícios para subtrair recursos do Seguro-Desemprego e da Previdência Social no Estado. Conforme as primeiras informações da Polícia Federal, as ações criminosas, praticadas há mais de 10 anos, davam-se nos municípios baianos de Ipiaú, Ibirataia, Valença, Prado, Porto Seguro, Itamaraju e Santa Cruz Cabrália.

O golpe consistia na inserção de contratos de trabalho retroativos em carteiras de trabalho e no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), em favor de pessoas e empresas inativas e/ou constituídas em nome de “laranjas” envolvidas no crime. Após as rescisões forjadas dos falsos vínculos empregatícios, eram requeridos os benefícios do seguro-desemprego e previdenciários, que teriam causado prejuízo aos cofres públicos da ordem de R$ 17 milhões. A quadrilha contava com a participação de técnicos em contabilidade, aliciadores e atendentes das unidades do SineBahia.

A rede Sine no Estado dispõe hoje de 123 unidades, espalhadas em 107 municípios. Quatro serviços são oferecidos nas unidades: Cadastro para o Seguro-Desemprego, Intermediação da mão de obra, Emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), e Emissão da Carteira de Identidade (RG). Exceção de Salvador, os trabalhadores das Unidades SineBahia são, em sua maioria, funcionários das Prefeituras locais.

A Setre colocou à disposição da Melaço – que envolve integrantes da Polícia Federal (PF), Ministério Público Federal (MPF), Previdência Social e Ministério do Trabalho (MTb) -, todo o apoio logístico e técnico da Secretaria para assegurar celeridade e êxito à operação.

Secretário Álvaro Gomes solicitou ainda a substituição das máquinas apreendidas pelos policiais por outras novas, assim como treinamento de novos técnicos, para que os relevantes serviços oferecidos à população não sofram solução de continuidade nas cidades atingidas. Secretário confia no sucesso da Operação Melaço, com o desbaratamento integral da quadrilha, e a identificação e responsabilização de todos os envolvidos, independentemente do grau de participação.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.