CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

Suíca diz que PT sai fortalecido com debates internos: “Venceram os movimentos sociais”

suica
O vereador diz que “falou mais alto a história dos fundadores deste partido, a luta pelas minorias e a garra da militância jovem e revolucionária do nosso Estado” | FOTO: Peter Shilton |

“Durante o processo de debate, deste final de semana, conseguimos formar uma maioria para sustentar nossa estratégia de ancorar um programa que responda às angústias do povo brasileiro. O Congresso Estadual do PT foi um marco para a unidade da sigla, para construirmos a reeleição de Rui Costa e recolocar Lula na presidência da República. Falou mais alto a história dos fundadores deste partido, a luta pelas minorias e a garra da militância jovem e revolucionária do nosso Estado”. Com essa declaração, o vereador e líder do PT na Câmara de Vereadores, Luiz Carlos Suíca destaca a vitória de Everaldo Anunciação na condução do partido na Bahia, durante votação neste domingo (21). Com a unidade das tendências CNB, EPS e Trabalho, o campo Optei foi o vitorioso no Processo de Eleição Direta (PED) com 163 votos contra 147.

A coordenadora-geral do Sindilmp-BA, Ana Angélica Rabello, diz que o processo interno do PT perpassa pelos movimentos sociais, sindicais e populares, “por isso a necessidade de amplo debate”. Rabello acredita que o caos político estabelecido no país precisa ser superado. “Somente com a retomada da democracia no país que vamos voltar a crescer. Dilma foi deposta em um golpe parlamentar e temos de lembrar disso, para que o povo vá para as ruas pedir a saída de quem realmente usurpou o posto que lhe foi conferido pelo voto popular. Acredito que as eleições diretas, com Lula vencendo esse pleito seria um grande passo para a retomada das políticas sociais desmontadas por esse governo golpista de Michel Temer”, frisa.

Ainda segundo o vereador Suíca, o próximo passo é visitar as regiões do estado e iniciar a construção do processo para 2018. Ele acredita que a base política, os movimentos, as setoriais, e todos os grupos de esquerda devem permanecer unidos para derrubar o governo de Michel Temer nas ruas. “Defendo que quem deve tirar o presidente ilegítimo seja o povo nas ruas e não um meio de comunicação controlado por uma família de poderosos. Temos de estar atentos para todos os fatos e cobrar punição para cada crime cometido. Precisamos defender o funcionamento correto das instituições e vamos começar com nossa organização interna, para reforçar o grito de ‘Fora Temer’”, completa.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios