Jornal da Chapada

#GreveGeral: Trabalhadores de centrais sindicais vão às ruas nesta sexta contra o governo Temer

Os trabalhadores de cidades na Chapada Diamantina estão preparados para participar do movimento | FOTO: Ilustrativa/Arquivo |

A segunda Greve Geral de 2017, a primeira foi em 28 de abril, ocorrerá em todo o país na próxima sexta-feira (30). Muitas centrais sindicais já confirmaram presença nos atos programados para começar pela manhã. A greve acontece contra as reformas trabalhista e previdenciária sugeridas pelo governo de Michel Temer. Na capital, a programação conta com uma manifestação às 6h no Iguatemi e outra às 15h no Campo Grande.

De acordo com o presidente da Central Única de Trabalhadores da Bahia (CUT-BA), Cedro Silva, entre as categorias que já confirmaram a participação na Greve Geral estão ferroviários, petroleiros, químicos, servidores públicos federais, estaduais e municipais, os previdenciários, o Correios, os vigilantes, os bancários, metalúrgicos, comerciários, professores, dentre outros sindicatos.

Leia também
#Bahia: Greve Geral deve contar com diversas categorias trabalhistas para protesto contra Temer
Valmir diz que população deve cobrar eleições diretas e renúncia de Temer na greve geral

Chapada
Os trabalhadores de cidades na Chapada Diamantina estão preparados para participar do movimento. Em Ituaçu, os professores municipais, do Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Ituaçu (Sinproi) foram convocados para participar de uma assembleia às 8h, na congregação Mariana de São Luís, cujas pautas são a paralisação da categoria e a discussão sobre o parecer opinativo do jurídico. “Acredito que vamos parar na segunda-feira”, disse a presidente do Sinproi, Maria do Alívio da Silva Cangussu, ao Jornal da Chapada. Jornal da Chapada com informações de Bahia Notícias.

Pular para a barra de ferramentas