#Bahia: Defesa Civil condena prédio da Sesab no Centro Administrativo em Salvador

Postado em jul 29 2017 - 10:00am por Jornal da Chapada
sesab

Obras de reformas internas foram feitas no imóvel, no entanto, a estrutura externa é sustentada por vigas e ainda é possível ver as marcas deixadas pelo fogo | FOTO: Reprodução |

Um laudo emitido pela Defesa Civil de Salvador (Codesal), na última terça-feira (25), recomendou que o prédio anexo da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), que fica no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, seja evacuado, pois corre o risco de desabar. A intervenção continua até o local ser reformado. O prédio foi alvo de um incêndio em 2014. Obras de reformas internas foram feitas no imóvel, no entanto, a estrutura externa é sustentada por vigas e ainda é possível ver as marcas deixadas pelo fogo.

Por meio de nota, a diretoria de obras da Sesab informou que não recebeu laudo da Defesa Civil sobre riscos de desabamento do prédio. Ainda segundo a secretaria, todas as medidas de segurança já haviam sido tomadas, incluindo a desocupação dos pavimentos afetados e o escoramento da plataforma atingida e que, portanto, não há risco de desabamento.

A assessoria da Codesal não soube informar a data exata em que o imóvel foi vistoriado antes da emissão do laudo, mas disse que a visita foi realizada nos últimos 15 dias. O laudo emitido pela Codesal informa ainda que foi “verificada desagregação de concreto e ferragens expostas em estruturas que compõe o pavimento onde ocorreu o incêndio”. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado (Sindsaúde-Ba), desde o incêndio não foram realizadas intervenções na estrutura. No prédio trabalham cerca de 200 funcionários, entre servidores e terceirizados, conforme o Sindsaúde.

Segundo a Sesab, a área queimada do imóvel está desocupada e o prédio era segurado. A secretaria informou ainda que aguardava a liberação do seguro que ocorreu apenas este ano, para fazer as intervenções. Conforme a nota, a obra está sob licitação, tem previsão de início para o mês de setembro e deve durar quatro meses. Jornal da Chapada com informações do G1BA.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.