AssessoriaCidadesCuriosidadesMenu Principal

Chapada: Reunião sobre a situação do Rio Utinga conta com a participação de instituições civis e públicas

foto
Entidades públicas e civis participaram de reunião para debater o atual estado do Rio Utinga | FOTO: Divulgação |

Uma reunião para debater o atual estado do Rio Utinga, que sofre as consequências da estiagem prolongada, realizada na última sexta-feira (20) em Wagner, na Chapada Diamantina, contou com a participação de órgãos públicos como Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Companhia Independente de Policiamento de Proteção Ambiental (Cippa) de Lençóis, dos prefeitos de Wagner, Elter Bastos (PSL), de Utinga, Joyuson Vieira (PSL), e de Lençóis, Marcos Airton Alves Araújo (PRB), o popular Marcão, além de representantes da Casa Civil do Governo do Estado.

O objetivo do encontro foi levar resoluções  para salvar o  Rio Utinga. Segundo o prefeito Marcão, o rio “não chega a sua foz, no município de Lençóis há mais de 90 dias”. De acordo com o gestor há uma determinação do governo estadual para redução do uso da água. No entanto, os participantes propuseram a prorrogação dessa redução. O que será levado ao governador Rui Costa (PT). Eles decidiram também realizar uma reunião com os produtores para conscientizar e alternar o uso da água nos plantios.

“Em nosso município os quilombolas do povoado de Iúna, Remanso e do Povoado de São José, já não mais possuem água para o consumo humano”, disse Marcão. O prefeito disse ter percorrido o Vale do Rio Utinga esta semana e não foi localizada água. “É lamentável presenciar esse local, onde na minha infância existiam muitas sucuris, jacarés, capivaras, peixes, dendezeiros e buritis, e ver que tudo foi dizimado”, desabafou.

Jornal da Chapada

Fotos da situação do Rio Utinga

Este slideshow necessita de JavaScript.

Imagens do encontro em Lençóis

Este slideshow necessita de JavaScript.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas