CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolícia

Chapada: Ex-integrantes da New Hit são presos por estupro a jovens em Ruy Barbosa; deputada aprova

foto
Os mandados de prisão foram cumpridos contra cinco dos condenados, que já foram recolhidos à carceragem da Polícia Interestadual da Bahia | FOTO: Divulgação |

Ex-integrantes da banda de pagode New Hit, condenados em agosto a mais de 10 anos de prisão por estupro coletivo a duas adolescentes no município de Ruy Barbosa, na Chapada Diamantina, foram presos pela Polícia Civil nesta terça-feira (24), em Salvador. Os mandados de prisão foram cumpridos contra cinco dos condenados, que já foram recolhidos à carceragem da Polícia Interestadual da Bahia (Polinter). Outros três ainda estão sendo procurados. A determinação da prisão partiu da comarca da cidade de Ruy Barbosa, acatando um pedido feito pelo Ministério Público estadual (MP-BA), por meio da promotora de Justiça Marisa Jansen.

Na decisão, a juíza Marcela Pamponet, determinou a execução imediata da decisão condenatória de segunda instância, proferida pela Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia no último dia 29 de agosto. Weslen Danilo Borges Lopes, William Ricardo de Farias, Michel Melo de Almeida, Jhon Ghendow de Souza Silva e Alan Aragão Trigueiros foram presos em Salvador. Edson Bonfim Berhends Santos, Eduardo Martins Daltro de Castro Sobrinho e Guilherme Augusto estão sendo procurados.

A defesa de um dos condenados, o advogado Antônio Leite, disse ao G1 que a prisão tem relação ao caso do estupro coletivo em 2012, ocorrido após um show da banda na cidade chapadeira. Ainda segundo o advogado, os oito ex-integrantes condenados em julgamento realizado em agosto deste ano não estavam presos e aguardavam encaminhamento do juiz. “O caso é de Ruy Barbosa, mas foi julgado em Salvador. Então, após o julgamento, eles estavam esperando a determinação da prisão do juiz de lá. Todos estavam aguardando, tanto que meu cliente foi preso em casa”, explicou o advogado ao site G1.

Leia também
#CasoNewHit: Oito envolvidos no estupro coletivo em Ruy Barbosa foram condenados a 11 anos de prisão
Chapada: MP pede execução provisória da pena de prisão dos integrantes da banda New Hit

Deputada aprova
A deputada Luiza Maia (PT), presidente da Comissão dos Direitos da Mulher na Alba, comentou a nova prisão dos integrantes da extinta banda New Hit. Para ela, a falta de prisão dos condenados pelo estupro coletivo à duas adolescentes no município de Ruy Barbosa enfraquecia a luta das mulheres.

“A impunidade deles banalizava esse crime hediondo que é o estupro. Os estupradores, mesmo condenados a 10 anos de prisão, estavam em liberdade, enquanto as meninas, vítimas desta violência estúpida, estão com suas vidas devastadas. A Justiça baiana está de parabéns”, disse a parlamentar. Jornal da Chapada com informações do G1, do MP e de assessoria.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios