#Exclusivo: “Temer ficará na história como o presidente mais entreguista”, rebate parlamentar

Postado em mar 15 2018 - 7:18pm por Jornal da Chapada

O deputado federal João Daniel também critica a intervenção militar no Rio de Janeiro e a morte da vereadora do Psol | FOTO: Jonas Santos |

Em recente e polêmica declaração, o presidente Michel Temer (MDB) disse que seu governo é “o melhor que o Brasil conheceu nestes últimos anos”. Em resposta, o deputado federal João Daniel (PT-SE) criticou Temer e disse, durante o Encontro Internacional Parlamentar nesta quinta (15), que “o presidente ficará na história do Brasil como o mais entreguista, que mais entregou a soberania nacional”. Daniel é ligado ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e não poupou críticas à atual gestão federal.

“O governo que tem a mais alta rejeição e não cai. 96% de rejeição e não cai. Porque tem um Congresso que está, a maioria, sendo paga para sustentar e alimentar esse governo. Então, o que ele fala como não é candidato a nada, não representa nada, representa apenas os interesses das grandes corporações internacionais, dos bancos, da Avenida Paulista, do pato amarelo, então ele fala tudo o que é besteira”, destaca João Daniel com exclusividade ao Jornal da Chapada.

O deputado, no entanto, disse que “virá o dia do troco que a população trabalhadora dará a Temer”. Ele aponta que a solução é Lula como presidente e que isso virá nas eleições de 7 de outubro de 2018. “Por isso esse governo não tem legitimidade, é um governo entreguista, covarde, criminoso. Governo que quer agora privatizar todo o sistema Eletrobrás, um patrimônio avaliado em próximo de R$400 bilhões, por um valor de R$11 bilhões”.

“Junto com essas privatizações vai o Rio São Francisco, vai a Chesf. Vai toda a nossa riqueza da natureza, construídas com muito trabalho e muito suor, que são as barragens, as hidroelétricas e assim por diante. Mas isso é um dos assuntos. Tem a Petrobras, tem as terras para estrangeiros, tem a Embraer, tem a pressão nos governadores sobre as empresas de água e saneamento e tem outras questões sobre a soberania nacional. Então o que Temer fala não diz nada, porque ele representa o que há de mais entreguista e mais criminoso contra a pátria e o povo brasileiro”, frisa João Daniel.

Parlamentares fizeram um minuto de silêncio em homenagem à vereadora Marielle Franco | FOTO: Jonas Santos |

Onda conservadora e violência no Rio
Sobre o crescimento do conservadorismo e o assassinato brutal da vereadora Marielle Franco (Psol), o deputado federal lamentou o caso e disse que há um grupo de parlamentares acompanhando. “Fazemos parte da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, e presidente da comissão, Paulão, nosso deputado federal da bancada do PT, está acompanhando de perto, também como nossa bancada do Rio de Janeiro. Não pode ficar impune”, aponta.

Para João Daniel, a crescente onda de violência e o assassinato da vereadora não são coisas isoladas. “Nós estamos vivendo num período de um golpe legalizado no Brasil, autorizado pela Câmara Federal, uma intervenção no Rio de Janeiro que é apenas na área da polícia, com muita repressão à população pobre da periferia e nós estamos convencidos que essa onda conservadora só há um jeito de acabar com ela, que é o Brasil fazendo eleições diretas, voltando à democracia”.

“Estamos vivendo um período de golpe, com um governo eleito indiretamente. Portanto precisamos eleger um presidente à altura da democracia dos 200 milhões de brasileiros e brasileiras que abra um grande debate no Brasil, com moral, com força, para discutir os problemas sociais e a questão da violência. Não se resolve a segurança sem resolver os problemas sociais. Nós acreditamos nisso e acreditamos que o presidente Lula é o líder mais credenciado para puxar esse debate no Brasil”, completa.

Vitor Fernandes para o Jornal da Chapada

Vídeo completo da passagem de Lula pela Alba

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.