Chapada: Caminhoneiros fecham BR-242 em Itaberaba contra aumento do diesel; protestos seguem

Postado em maio 22 2018 - 2:33pm por Jornal da Chapada

Em Itabereba, na Chapada Diamantina, os caminhoneiros fecharam a BR-242, na altura do Posto Santa Helena | FOTOS: Jornal da Chapada |

Caminhoneiros pararam o trânsito nas principais rodovias brasileiras, nesta terça-feira (22), em pelo menos 20 estados, para mais um protesto contra o aumento do preço do diesel. Em Itabereba, na Chapada Diamantina, os caminhoneiros fecharam a BR-242, na altura do Posto Santa Helena. Filas de caminhões se formaram no acostamento da pista e também no pátio do Posto. O Jornal da Chapada esteve no local do protesto e notou que os profissionais do asfalto, só estavam liberando a passagem de carros de passeios. De perto, a Polícia Rodoviária Federal acompanhava tudo, pronta para coibir qualquer excesso ou exagero.

Segundo Lúcio Fábio, um dos caminhoneiros parados, a paralisação vai continuar mesmo depois da divulgação na baixa dos preços dos combustíveis realizado pela Petrobrás. “Eles baixaram pouco. 1,5% não é nada. Essa baixa aí não resolveu nosso problema. Mesmo com essa baixa nos preços, a gente vai continuar. Se parar todo mundo eles vão ter que rever essa situação. Na realidade, não tem nem como calcular o impacto que nossa paralisação causa na economia brasileira”, declara.

A partir desta quarta (23), a gasolina e o óleo diesel ficarão mais baratos nas refinarias de todo o país. Informações divulgadas pela Petrobras nesta terça indicam que o preço da gasolina cairá 2,08% e o do diesel, 1,54%. A queda no preço da gasolina ocorre depois de 11 aumentos consecutivos nos últimos 17 dias e de o preço do produto ter fechado os primeiros 21 dias do mês de maio com alta acumulada de 16,07%.

Fotos do Jornal da Chapada

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com a queda de 2,08% que entra em vigor na quarta, o preço da gasolina nas refinarias cairá para R$ 2,0433. No caso do diesel, com a queda de 1,54%, após sete aumentos consecutivos, o produto passará a custar a partir de amanhã nas refinarias R$ 2,3351. O diesel acumula desde o dia 1º de maio alta de 12,3%.

Em Itaberaba, apesar do acúmulo de veículos pesados ao longo da rodovia BR-242, o movimento foi pacífico. Para Luiz Alberto Sales, o popular ‘Lula Boquinha’, outro que liderava o movimento, a paralisação vai continuar mesmo depois da divulgação na baixa dos preços dos combustíveis. “Com certeza. Essa baixa não significa nada para nós, porque é muito pouco. As informações que temos de Luis Eduardo, Riachão, Salvador, o movimento vai continuar por tempo indeterminado”.

Questionado sobre o impacto que a paralisação pode causar na economia brasileira Lula foi enfático. “É incalculável. Os caminhoneiros são muito importantes no desenvolvimento da economia do país, porque tudo gera através do transporte. É um impacto grande que logo, logo, a população e todos os empresários vão sentir”. Vale salientar que a queda de preços anunciada nesta terça pela Petrobras se dá um dia depois de a companhia ter informado mais um aumento nas refinarias de todo o país nos valores do diesel, que subiu 0,97%, e nos da gasolina, com alta de 0,9%.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

2 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.