#Bahia: Ricardo Eletro deve ser vendida a grupo que reestrutura negócios

Postado em jun 18 2018 - 11:20am por Jornal da Chapada
capa

A varejista Máquina de Vendas, proveniente da fusão entre a Ricardo Eletro e a Insinuante, vai ser vendida para o grupo Starboard, que reestrutura negócios | FOTO: Divulgação |

A crise do comércio pegou mais um grande representante na Bahia. A varejista Máquina de Vendas, proveniente da fusão entre a Ricardo Eletro e a Insinuante, vai ser vendida para o grupo Starboard, que reestrutura negócios. A empresa foi contratada pela Máquina de Vendas para reestruturar uma dívida de R$ 1,5 bilhão com fornecedores. Está na mesa também a injeção de R$ 500 milhões por meio de aumento de capital.

Nos últimos anos, a Máquina de Vendas buscava investidores para amenizar os impactos da crise econômica. A companhia segue como terceira maior varejista do segmento de eletroeletrônicos, atrás da Via Varejo e Magazine Luiza. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, fontes afirmaram que a Starboard poderá fazer aporte de capital na varejista, que reestruturou recentemente dívidas de R$ 1,5 bilhão.

A Máquina de Vendas tem sofrido bastante com a crise econômica, o que acabou por reduzir as 1,2 mil lojas espalhadas pelo país para apenas 650. O faturamento é estimado em cerca de R$ 5,2 bilhões. Procurada, a empresa Máquina de Vendas não quis comentar o assunto. Jornal da Chapada com informações de A Tarde.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.