CidadesCuriosidadesMenu PrincipalPolítica

#Bahia: Marcelo Nilo diz que “prefere votar em Jutahy” do que em Coronel para o Senado

nilo
“Entre Angelo Coronel e Jutahy, politicamente, pessoalmente eu prefiro votar em Jutahy, mas a decisão será tomada quando o partido se reunir para ver aquele candidato que melhor nos convém politicamente”, diz o deputado estadual do PSB | FOTO: Divulgação |

Em campos políticos diferentes, o deputado estadual Marcelo Nilo (PSB) e o senador Jutahy Magalhães Jr. (PSDB-BA) almoçaram juntos nesta terça-feira (3) e suscitaram especulações desde a exclusão do nome da senadora Lídice da Mata (PSB) da chapa do governador Rui Costa (PT). A composição entre socialistas e tucanos está fora do radar, mas não um eventual apoio de Nilo à corrida de Jutahy ao Senado, uma vez que o ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) fala abertamente que “tem dificuldade em apoiar um nome do PSD”.

“Se Angelo Coronel não fosse senador na chapa, o PSD estaria conosco? Na minha visão não estaria. Lídice está pagando preço muito forte por ser coerente”, pontuou. Em entrevista nesta terça-feira (3) ao programa Se Liga Bocão, na Itapoan FM, Marcelo Nilo afirmou que o PSB, apesar do revés de Lídice, definiu apoiar a reeleição do governador Rui Costa e a pré-candidatura de Jaques Wagner ao Senado.

Nilo disse que o encontro com Jutahy se deu por uma relação pessoal antiga, mas não descartou a possibilidade de apoiá-lo nessas eleições. “Jutahy é meu compadre, almocei com ele hoje. Não quero cometer o mesmo erro que ele cometeu, ou seja, entre Jutahy e Coronel eu ficar com Coronel. Tenho minhas mágoas, que não passarão…porque quando são mágoas do fundo do coração…Entre Angelo Coronel e Jutahy, politicamente, pessoalmente eu prefiro votar em Jutahy, mas a decisão será tomada quando o partido se reunir para ver aquele candidato que melhor nos convém politicamente”.

As mágoas citadas por Nilo ocorreram na ocasião em que ele tentou se reeleger presidente de da AL-BA em 2017, mas Jutahy não o ajudou na interlocução com deputados do PSDB. Na época, os tucanos seguiram o arranjo da oposição articulado pelo prefeito ACM Neto (DEM) e votaram em Angelo Coronel. Nilo disse que esperava o suporte de volta do “compadre” porque, mesmo sendo da base petista, trabalhou para que Jutahy fosse eleito deputado federal em eleições passadas. As informações são do Bocão News.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios