Chapada: Prefeito de Utinga propõe ações de saúde, educação e meio ambiente no PGP de Rui Costa

Postado em jul 16 2018 - 2:06pm por Jornal da Chapada
capa23

Entre as demandas apresentadas pelo prefeito de Utinga, Joyuson Vieira, e sua comitiva, estão obras na estrada que liga o município a Tapiramutá, o asfalto do centro da cidade, a perenização do Rio Utinga e a implantação do curso de agronomia | FOTO: Jornal da Chapada |

Dentre os representantes públicos dos municípios chapadeiros presentes na plenária territorial do governador baiano Rui Costa (PT) em Itaberaba, no último domingo (15), esteve também a comitiva de Utinga, liderada pelo prefeito Joyuson Vieira (PSL) e pelo vice-prefeito Átila Karaolgan. O evento de recepção ao governador foi organizado pela equipe do prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB). Costa tem percorrido o estado ouvindo os municípios e Territórios de Identidade para registar as principais demandas da população no Plano de Governo Participativo (PGP), documento que irá pautar a sua próxima gestão administrativa, caso se reeleja em outubro.

“Fiquei impressionado com a organização e credibilidade regional conferida ao jovem prefeito Ricardo. A AABB ficou pequena para tanta gente. E isso nos anima já que sempre defendemos o município de Itaberaba no sentido de que ele ocupe de fato o seu lugar como centro de referência regional. Observo, que Ricardo está pondo em prática essa visão. E um dos grandes feitos dele será a reabertura do Hospital Regional de Itaberaba, já que o município é a nossa referência também em saúde”, ressaltou Joyuson.

Mais imagens

Este slideshow necessita de JavaScript.

As principais demandas pautadas pelo prefeito de Utinga no PGP de Costa, defendem a educação regional, com a implantação da Universidade de Agronomia em Utinga, administrada pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Campus XIII, em Itaberaba, pleito que contempla toda região, cuja vocação é a agricultura. “Contamos com a implantação desse pleito, já que temos no município a estrutura da antiga EBDA, que depois de uma boa reforma pode ser a capacidade instalada da Faculdade, além, de mão de obra, pois temos muitos servidores [técnicos] da própria EBDA que podem ser aproveitados como professores”, completou o gestor de Utinga.

Vale salientar que entre as demandas de Utinga ainda estão obras na estrada que liga o município a Tapiramutá, o asfalto do centro da cidade e a perenização do Rio Utinga. Essa última é também um pleito regional, pois, apesar do Rio Utinga ter as suas nascentes no município, ele abastece as populações e é usado para irrigação de vários municípios da Chapada Diamantina. “Queremos que o governo trate esse assunto com carinho, não queremos só medidas paliativas ou punitivas, mas sim, ações que venham perenizar o Rio Utinga, manancial responsável pela sustentabilidade de toda região”, concluiu Vieira.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.