Dia Nacional de Combate: Colesterol alto atinge 15% das mulheres brasileiras

Postado em ago 8 2018 - 12:00pm por Jornal da Chapada

O colesterol é uma doença silenciosa detectável apenas através do exame de sangue | FOTO: Divulgação |

Nesta quarta (8) é o dia Nacional de Combate ao Colesterol, doença que atinge 18,4 milhões de brasileiros, de acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde, realizada em 2013, destas 15% são mulheres. O colesterol alto é considerado por especialistas uma das principais causas de doenças cardiovasculares como o acidente vascular cerebral e o infarto, além de elevar o risco de morte súbita.

Para controla e/ou prevenir o desequilíbrio do colesterol é necessário mudar hábitos de vida, principalmente os ligados à alimentação e à pratica de atividade física. O sedentarismo por si só é considerado um importante fator de risco para as doenças cardíacas e as mulheres são, também, as que menos se exercitam. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), apenas uma a cada três mulheres são fisicamente ativas, fator esse que contribui diretamente para a aquisição de doenças como o colesterol.

Segundo o educador físico Ramon Mendes, coordenador técnico da rede Hammer Fitness Club, ao se tornar fisicamente ativo o corpo passa a produzir mais enzimas como a lipase, cuja função é quebrar as gorduras da alimentação impedindo-as de se acumular nas paredes das artérias. Com isso, os riscos das doenças associadas ao colesterol são reduzidos. Mas afinal, o que é o colesterol? Todo colesterol é ruim?

O colesterol é uma doença silenciosa detectável apenas através do exame de sangue. Presente em alimentos de origem animal a exemplo do leite, manteiga, ovos e carnes, o colesterol pode ser considerado como um tipo de gordura (lipídio) produzida pelo organismo, responsável por desempenhar funções essenciais como a produção de vitamina D e de hormônios. Ou seja, ele nem sempre é ruim. Certamente ao realizar exames de sangue você já observou que os resultados apresentam taxas de “colesterol total”, “LDL” e “HDL” “VLDL”.

Popularmente falando o HDL representa o “colesterol bom”, aquele que devemos manter em nossa corrente sanguínea. Este, de acordo com os parâmetros da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), deve apresentar valores acima de 40 mg/DL. Já os níveis de LDL ou “colesterol ruim”, são classificados de acordo com o risco cardíaco, em pessoas com risco cardíaco alto a taxa de LDL deve ser inferior a 70 mg/DL e em pessoas com risco muito alto o recomendável é que a taxa fique abaixo de 50 mg/DL.

Responsável pelo transporte dos triglicerídeos o colesterol VLDL é também considerado um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas, o ideal é que este apresente resultado até 30 mg/dl. O colesterol total nada mais é que a soma dos três tipos citados a cima (HDL, LDL e VLDL), para ser considerado normal seus valores não devem ultrapassar os 190 mg/dl.

Com o colesterol alto ou não, faz-se necessário a conscientização sobre os riscos da doença. E seja como forma de controle ou prevenção é recomendável fazer uma dieta pobre em gordura e açucares e praticar exercícios físicos regularmente. As informações são da assessoria.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.