Chuva alivia calor na Chapada Diamantina e volta a encher pontos turísticos; ruas e casas são alagadas em outras regiões

Postado em fev 18 2019 - 3:01pm por Jornal da Chapada

Chuva em Wagner aliviou o forte calor, mas também causou estragos com alagamento de ruas e casas | FOTO: Divulgação/Leitor do JC/Eliane Oliveira Soares |

A Bahia teve um fim de semana chuvoso e a previsão é que continue dessa forma no começo desta semana. Cidades da Chapada Diamantina, como Andaraí, Barra da Estiva, Lençóis, Wagner, Mucugê, Piatã, Boa Vista do Tupim, Palmeiras, Itaberaba, Itaetê e Nova Redenção foram algumas que receberam bastante água das chuvas enchendo os rios e os pontos turísticos da região. Até a manhã desta segunda-feira (18), ainda chovia na Chapada Diamantina. Existe ainda a previsão de variação de nuvens e pancadas de chuva localizadas, que poderão ser fortes e vir acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia, segundo informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Até o Rio Utinga ficou cheio na região, segundo foto enviada ao Jornal da Chapada. O manancial é uma das grandes preocupações de ativista e ribeirinhos da região.

Rio Utinga ficou cheio na região de Wagner; o manancial é uma das grandes preocupações de ativista e ribeirinhos | FOTO: Divulgação |

“Choveu dois dias seguidos em Boa Vista do Tupim”, disse uma moradora do município. Um guia de Mucugê disse que a chuva foi em toda a região e que de domingo (17) para segunda (18) choveu a madrugada toda. “Até hoje de manhã ainda chovia na cidade”, completa. Na cidade de Wagner alguns transtornos foram registrados por moradores em fotografias. Casas foram alagadas, muros caídos e muitos raios caíram. “Foi um dilúvio, a chuva veio muito forte, arrancou calçamentos e causou todo esse transtorno para a população, mas refrescou o calor que estava demais essa semana”, frisa um internauta.

Imagens da chuva em Wagner

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Vale do Capão, em Palmeiras, também choveu muito e deu para encher um pouco os rios e pontos turísticos como Riachinho, Rio Preto, Angélicas e amenizou a poeira das estradas vicinais e de acesso ao vale. No município de Lençóis a chuva foi torrencial, segundo dados enviados ao Jornal da Chapada nesta segunda-feira. Em Andaraí foi do mesmo jeito, assim como em Barra da Estiva, Ibicoara e outras cidades da Chapada Sul. “Na cidade de Itaetê foi apenas uma garoa, mas há precisão de mais chuvas”, disse outro internauta em contato com esse site. E ainda chega mais água na região.

A previsão é de mais chuvas para a Chapada Diamantina; Mucugê choveu a madrugada toda | FOTO: Reprodução/Instagram |

“Quem vier visitar a região vai encontrar os pontos turísticos todos cheios, a chuva foi muito boa por aqui. Ela nos traz tranquilidade contra os incêndios. Nossas matas estão seguras. E os turistas podem vivenciar o melhor da Chapada Diamantina”, completa o presidente dos Combatentes da Incêndios de Andaraí (Cifa), Homero Vieira. A chuva ainda ajuda na manutenção das plantações de alimentos em zonas rurais e enche as cisternas de esperança para os agricultores familiares.

Chuva em Vitória da Conquista causa transtornos e prejuízos | FOTO: Reprodução/Blog do Anderson |

Chuva pela Bahia
Em outros municípios como Vitória da Conquista e Amargosa as chuvas foram impiedosas no último domingo (17). Nesta última uma pessoa foi atingida por um raio e está hospitalizada. O fato ocorreu durante uma partida de futebol do campeonato municipal. O raio chegou a derrubar parte do muro do estádio. A Guarda Civil Municipal estava no estádio e fez o resgate da vítima. O mesmo está em observação e seu quadro de saúde é estável. Em Conquista, o sistema de drenagem do Santa Cecília, loteamento do bairro Alto Maron que fica na zona leste da cidade do sudoeste da Bahia, não funcionou na tarde do domingo.

Com o entupimento, as vias ficaram alagadas e carros submersos, conforme relatou o Blog do Anderson (veja vídeo no final desta matéria). A prefeitura de Vitória da Conquista decretou situação de emergência no último domingo (17) após a cidade ser atingida pelo temporal. Essa chuva deixou ruas alagadas e a água arrastou carros. Não há registro de feridos.

Em Brumado, a água da chuva invadiu casas e fez moradores perder eletrodomésticos e produção de artesanato | FOTO: Lay Amorim/Achei Sudoeste |

No município de Brumado, também no sudoeste, as águas do temporal invadiram casas e deixaram ruas esburacadas. De acordo com o site Achei Sudoeste, uma moradora do Bairro São José, acordou assustada com a movimentação dos vizinhos tentando conter a água, que invadiu as residências e destruiu móveis e eletrodomésticos. “Peguei minha filha de 3 anos nos ombros porque estava com água na cintura. A força da água arrancou o portão. A água praticamente invadiu o meu carro, que deu perda total. Estamos aqui à mercê, precisando de ajuda”, contou uma moradora. Muitas pessoas terão que começar do zero, pois perderam tudo na chuva, até produção de confecções foi perdida.

Jornal da Chapada

Imagens da chuva em Wagner – na Chapada Diamantina

Projeto Sempre Viva – Mucugê

Vídeo de rio cheio no Vale do Capão

Fotos do muro que caiu em Amargosa

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo mostra como fica a Cachoeira do Buracão em Ibicoara depois de chuvas

Cachoeira do Ferro Doido em Morro do Chapéu

Vídeo de chuva em Vitória da Conquista neste final de semana

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.