#Polêmica: Policial preso por extorsão recebeu honraria de Flávio Bolsonaro; saiba mais

Publicidade
Postado em fev 28 2019 - 3:44pm por Jornal da Chapada

Justificativa para ‘moção de louvor e congratulações’ foi uma operação policial na Rocinha, Zona Sul do Rio, em outubro de 2005, que matou o traficante conhecido como ‘Bem-Te-Vi’ | FOTO: Divulgação |

O senador Flávio Bolsonaro (PSL) concedeu uma moção de louvor e congratulações ao policial civil Flávio Pacca quando era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A honraria foi publicada no dia 10 de novembro de 2005. O policial civil foi preso na manhã desta quinta-feira (28) em operação do Ministério Público e da Corregedoria da corporação que mira agentes que realizavam extorsões contra comerciantes envolvidos em atividades criminosas.

A justificativa foi uma operação policial na Rocinha, Zona Sul do Rio, em outubro de 2005, que matou o traficante conhecido como ‘Bem-Te-Vi’. “Este policial foi um dos responsáveis por ‘recuperar’ esse marginal, visto que a sociedade tem a certeza de que ele nunca mais estará apto a viciar o filho de ninguém, nem a levar o terror aos cidadãos fluminenses, prestando um relevante serviço social à população”, diz o documento assinado por Flávio e pelo então deputado estadual Coronel Rodrigues.

Por meio de sua assessoria, Flavio Bolsonaro disse que sempre atuou na defesa de agentes de segurança pública e que é “natural ter concedido centenas de homenagens por ações que mereceram reconhecimento”. “Não há como prever fatos posteriores às homenagens. Porém, aqueles que cometem erros devem responder por seus atos”, diz a nota. As informações forma extraídas do jornal O Dia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.