#Vídeo: Delegado confirma que filhos de Bolsonaro e do assassino da vereadora Marielle namoraram

Postado em mar 12 2019 - 3:49pm por Jornal da Chapada

Bolsonaro e Lessa moravam no mesmo condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, na época em que os filhos namoravam; delegado Giniton Lages confirma o fato | FOTO: Montagem do JC |

O delegado responsável pela Divisão de Homicídios da capital fluminense, Giniton Lages, confirmou em coletiva de imprensa que um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PSL) namorou a filha do PM aposentado Ronnie Lessa – um dos suspeitos preso nesta terça (12) pelos assassinatos da vereadora carioca Marielle Franco (Psol) e do motorista Anderson Gomes. Esse é considerado o primeiro vínculo concreto entre a família Bolsonaro e a de Lessa. Esse fato foi confirmado por Lages durante a entrevista coletiva sobre a prisão de Lessa e do outro assassino, o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz. Bolsonaro e Lessa moravam no mesmo condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, na época em que os filhos namoravam.

Em trecho quase inaudível da entrevista, um repórter não identificado pergunta: “Está confirmado que o filho mais novo de Bolsonaro namorou ou namora a filha de Ronie Lessa?”. Lages responde: “Está confirmado, mas isso não é objeto de investigação neste momento”. Em seguida, afirma: “Mas poderá ser mais pra frente”. Neste momento, Lages foi interrompido por alguém que não foi possível identificar na transmissão e o assunto desaparece da agenda. O filho mais jovem de Bolsonaro é Jair Renan Bolsonaro, de 20 anos, mas o nome dele não foi mencionado na pergunta nem na resposta.

O assassino de Marielle é conhecido por seu perfil violento, conforme publicou o jornal O Globo. Ronie Lessa é “temido pelos próprios colegas, mesmo depois de aposentar a farda, e exímio atirador, principalmente no manejo de fuzis. Lessa foi vítima de uma tocaia em 28 de abril, um mês depois da morte de Marielle. Há a suspeita de que alguém tentou matá-lo como queima de arquivo. O sargento é o principal alvo da primeira operação conjunta da Delegacia de Homicídios (DH) da Capital e do Gaeco para prender os envolvidos na morte da vereadora do Psol. As circunstâncias do crime ainda não foram apuradas, assim como ainda não se sabe quem foi o mandante da execução”.

O ex-policial militar Élcio Vieira de Queiroz é filiado ao Partido Democratas, segundo o portal Uol. Já o sargento reformado Ronnie Lessa – que também foi detido pelo crime, já pertenceu aos quadros do MDB, pelo diretório do mesmo estado, de acordo com a publicação. O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça que espera que seja descoberto o mandante do assassinato da vereadora Marielle. Ele foi questionado sobre o caso após evento no Palácio do Planalto.

“Espero realmente que a apuração tenha chegado de fato a esses [dois presos], se é que foram os executores, e o mais importante quem mandou matar”, declarou o presidente depois de receber o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez. Segundo Bolsonaro, passou a conhecer a vereadora após seu assassinato. “Eu conheci a Marielle depois que ela foi assassinada. Não conhecia ela apesar de ela ser vereadora lá com o meu filho no Rio de Janeiro. E também estou interessado em saber quem mandou me matar”, disse. O crime chocou o país e completa um ano nesta quinta (14).

Investigações
Após uma cerimônia no Planalto com Bolsonaro, nesta terça, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, disse que o governo federal tem contribuído com a apuração do assassinato de Marielle por meio da investigação da Polícia Federal, com um grupo criado pelo então ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann.

“É um grupo da Polícia Federal investigando a tentativa de obstrução e manipulação dessa investigação no passado. Certamente, essa investigação da Polícia Federal contribuiu bastante e está contribuindo para que se chegue a um melhor resultado investigatório nesse caso, um grave assassinato da senhora Marielle Franco e do senhor Anderson Gomes. É um crime que tem que ser investigado por completo e os responsáveis levados à Justiça”, afirmou Moro.

Veja o vídeo da resposta do delegado sobre o assunto

Opinião de editores do site Catraca Livre sobre o caso

Leia também

#Brasil: PM e ex-PM são presos pelo assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

4 Comentários Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.