Chapada: Vereador de Boa Vista do Tupim Neto do MST volta a cobrar da Embasa água para os Sem Tetos

Postado em mar 19 2019 - 7:32pm por Jornal da Chapada

“O que eu não vou permitir, como nunca permiti em toda a minha militância política, é a utilização do sofrimento do povo para aparecer politicamente”, dispara Neto do MST | FOTO: Divulgação |

O vereador do município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, Jose Francisco Neto (PT), o popular Neto do MST, utilizou a tribuna da Câmara de Vereadores, na sessão da última segunda-feira (18), para chamar a atenção das autoridades, principalmente da Embasa, para a falta de água que sofre as famílias do bairro Sem Teto Nova Olinda 2. Em contato com o Jornal da Chapada, o edil petista informou que é corriqueira as reclamações. “Hoje [segunda] recebi reclamações do povo dizendo que não tem água nem para tomar banho. No dia 22 de fevereiro, por exemplo, protocolei um ofício na Embasa para solicitar, mais uma vez, a ligação da água”.

Segundo o vereador, a luta pela ligação do recurso natural, por meio da Embasa, não é nova, ela acontece desde a doação dos terrenos pela prefeitura municipal às famílias que ali ocupam. Essa doação ocorreu no final de 2015, e, oficialmente, tornando-se um loteamento e a Embasa já poderia executar a ampliação do sistema de água. Neto do MST afirmou que algo vem acontecendo e atrapalhando o andamento da obra na empresa. “Não me importa quem vai inaugurar, eu me importo com quem vai usufruir desse serviço, até porque, ter acesso à água é um direito da população e um dever do Estado”, dispara.

O petista lembra que tem acompanhado todo o processo e que as pessoas que vivem na localidade não aguentam mais a falta de água. “Venho lutando e acompanhando o sofrimento daquelas famílias que às vezes não tem água nem mesmo para tomar banho, e junto com eles, utilizando o nosso mandato de vereador, venho pautando junto a Embasa a ligação dessa água. O que eu não vou permitir, como nunca permiti em toda a minha militância política, é a utilização do sofrimento do povo para aparecer politicamente, ou seja, utilizando necessidades básicas do povo e órgão público do Estado para se promover politicamente”.

De acordo com Neto, outra reunião será marcada para tratar do assunto. “Iremos pautar novamente uma audiência com o gerente regional da Embasa, Gustavo Magalhães, para esclarecimentos em torno do travamento desta obra, bem como explicações sobre o serviço público atrelado a aval de lideranças políticas, isso é inadmissível e intolerável, por parte das duas figuras públicas, demonstrando irresponsabilidade com o serviço público. O povo precisa da água para ontem, e só quem está dia a dia nessa luta é que sabe”, frisa.

Segundo o vereador, a Embasa já enfrenta problemas em assegurar o abastecimento de água para a totalidade de contribuintes de Boa Vista do Tupim, sem falar, que existe uma demanda crescente, já que o número de bairros vem aumentando, principalmente com as ocupações realizadas pelo Movimento Sem Teto. A obra em questão é justamente no Sem Teto Nova Olinda 2, onde José Francisco Neto coordenou a ocupação e permaneceu na coordenação do acampamento. Mesmo depois de eleito como vereador ele diz que “não abandonou a luta, realizando diversas ações e atividades no referido Sem Teto”.

Como exemplo ele cita a luta para a ligação e a instalação dos braços de luz, e, agora, a luta pela ligação da água para as casas. Depois de muita pressão, “hoje a prefeitura municipal fornece um carro-pipa de água por semana, o que é muito pouco. Estamos solicitando, que enquanto durar esse impasse na Embasa não seja resolvido, a prefeitura forneça dois carros de água por semana, pois um está sendo insuficiente para aquelas famílias que estão passando necessidades básicas”.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

1 Comentário Sinta-se livre para participar desta conversa.

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.