#Brasil: Bolsonaro é o presidente com início de governo mais mal avaliado em 24 anos

Publicidade
Postado em mar 21 2019 - 9:48am por Jornal da Chapada

Em relação ao levantamento de janeiro, a popularidade caiu 15 pontos porcentuais (49% para 34%) | FOTO: Alan Santos/PR |

Em 24 anos o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem o início mais mal avaliado no Brasil. A aprovação caiu mais uma vez entre fevereiro para março, segundo pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência e divulgada na tarde da última quarta-feira (20). De acordo com o levantamento, 34% dos brasileiros consideram boa ou ótima a atual gestão, contra 39% em fevereiro. Em relação ao levantamento de janeiro, a popularidade caiu 15 pontos porcentuais (49% para 34%).

Em comparação com o terceiro mês de governo dos últimos presidentes, Fernando Henrique Cardoso tinha 41%, Lula tinha 51% e, Dilma, 56%. De acordo com Ibope, em fevereiro, a fração dos brasileiros que consideram a gestão ruim ou péssima passou de 19% para 24%. Enquanto isso, a porcentagem dos que avaliaram como regular o governo passou de 30% para 39%. Em relação ao primeiro mês do ano, o número de descontentes com a atual gestão subiu cinco pontos (19% para 24%).

Confiança
A confiança dos brasileiros em relação ao presidente Jair Bolsonaro caiu 13 pontos porcentuais desde janeiro, mostra o levantamento do Ibope. De acordo com a pesquisa, 49% dos entrevistados disseram confiar no presidente, fração que era 55% em fevereiro e 62% em janeiro. Já a parcela dos que disseram desconfiar do presidente subiu 14 pontos, de 30% em janeiro para 44% em março.

O Ibope também mostra que a forma como Bolsonaro governa o Brasil é aprovada por 51% dos entrevistados, queda de 16 pontos em relação a janeiro. Já a parcela dos que desaprovam a forma como o presidente governa o País passou de 21% no início do ano para 38%, um avanço de 17 pontos porcentuais. A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 16 e 19 de março e ouviu 2.002 pessoas. A margem de erro é de dois pontos porcentuais. Nesse levantamento, 8% dos entrevistados disseram não saber ou não responderam à pergunta. Jornal da Chapada com informações de O Dia.

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.