CidadesCuriosidadesEditorialMenu Principal

#Bahia: Rui Costa decide cortar salário dos professores que estão em greve nas universidades estaduais

capa
Professores decidiram manter paralisação “até que o governo estadual faça uma proposta que contemple as revindicações da categoria” | FOTO: Divulgação |

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), decidiu cortar o salário dos professores universitários, que estão há quase um mês em greve. A decisão foi confirmada ao site da Revista VEJA pela Secretaria de Comunicação (Secom). No dia 4 de abril, os professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), que é a maior universidade estadual, decretou greve para reivindicar reajuste salarial e melhores condições de trabalho. Em seguida, os docentes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e Universidade Estadual De Santa Cruz (Uesc) também cruzaram os braços.

Para encerrar com a paralisação, o governo ofereceu 36 milhões de reais para investimentos nas instituições de ensino. Também informou que iria possibilitar a promoção para até 151 professores. O governador tem argumento está no limite da capacidade financeira para remuneração de pessoal e não pode desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Na última quarta-feira, 24, os professores decidiram manter a greve, segundo eles, “por tempo indeterminado, até que o governo estadual faça uma proposta que contemple as revindicações da categoria”. As informações são da Revista Veja.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios