Chapada: Utinga pede apoio da Adab para erradicar doença ‘mosaico do mamão’ nas lavouras do município

Postado em jul 18 2019 - 9:25pm por Jornal da Chapada

Os agricultores do município chapadeiro aguardam a posição da Adab | FOTO: Divulgação |

Um pedido de apoio para os agricultores da lavoura de mamão em Utinga, município da Chapada Diamantina, foi feito na última terça-feira (16) à Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) pela Secretaria Municipal de Agricultura (SMA). As informações dão conta de que as plantações estão sofrendo com uma doença chamada ‘mosaico do mamão’, ou mancha anelar. Essa doença é uma das mais sérias do mamoeiro. É causado por um vírus e é transmitido pelo pulgão, inseto que se instala nas ervas daninhas que crescem em volta dos pés.

O pulgão carrega o vírus causador do mosaico e quando pica o mamoeiro doente, ele adquire o vírus, vai para outras plantas e transmite para os pés sadios. Os primeiros sintomas aparecem nas folhas, que começam a ficar deformadas, com manchas mais claras, por isso o nome de mosaico. Outro sintoma aparece no talo, tipo uma estria, e nos frutos, em formato de anel. Às vezes, os frutos estão aparentemente saudáveis, mas a lavoura já está comprometida. Quando o mosaico é detectado, não tem jeito, a única solução é cortar as árvores.

Segundo a SMA, o mamão tem sido um produto forte na agricultura local. “O cuidado da secretaria é no sentido de dar o maior suporte possível aos nossos produtores rurais”, afirmou o órgão em nota. O pedido é que a Adab possa ir aos locais com suspeita da doença, verificar e tomar as providências cabíveis. Inclusive a administração municipal do prefeito Joyuson vieira (PSL) disponibilizou, de imediato, veículos, combustível e o que mais for preciso para essa verificação. Os agricultores de Utinga aguardam a posição da Adab.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.