Chapada: Oposição de Boa Vista do Tupim celebra 57º aniversário da cidade e mantém foco em 2020

Postado em jul 22 2019 - 12:04pm por Adalício Neto

Membros da oposição política em Boa Vista do Tupim se reúnem para comemorar aniversário de emancipação da cidade com a população | FOTO: Divulgação/Assessoria |

O município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, comemorou seu 57º aniversário de emancipação política e administrativa na última sexta-feira (19). Na cidade, o dia foi de festa com várias manifestações cívicas, culturais e esportivas. A oposição ao prefeito Helder Lopes Campos (PSDB) curtiu o momento e aproveitou para socializar, sem perder o foco para a eleição de 2020. A data magna do município chapadeiro foi lembrada por várias lideranças políticas nacionais, estaduais, regionais e locais.

Entre essas lideranças destaque para os deputados federais Valmir Assunção (PT), Daniel Almeida (PCdoB) e Ronaldo Carletto (PP). As manifestações foram feitas por meio de notas enviadas à imprensa e em suas atuações parlamentares. Na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o aniversário de Boa Vista do Tupim foi lembrado pelos deputados estaduais Marcelinho Veiga (PSB), pelo deputado Bobô (PCdoB), além do vereador de Salvador Luiz Carlos Suíca (PT), que enviou suas congratulações ao povo do município, espacialmente às lideranças políticas que o apoiaram no último pleito.

O momento histórico do município teve na mesma mesa o ex-prefeito e líder político Getúlio Sena Barros, fiel da balança em qualquer disputa eleitoral no município, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), João Aparecido, o popular João do Sindicato, os vereadores Neto do MST (PT), Olavo Oliveira, Tarcinho do Iguape, Lê do Bom Jesus, dos ex-vereadores Nelinho do MST e Maria Helena, além de Joselane Aragão, a popular Jó, Irlan Aragão e do advogado Henrique Coimbra.

“O dia hoje é de festa, mas, na oportunidade, queria parabenizar Boa Vista do Tupim pelos seus 57 anos e dizer, que apesar dos avanços do município nesse período, na cidade quanto na zona rural ainda há muito para se fazer. Nosso povo precisa de quase tudo, primeiro, oportunidade de trabalho, e depois, investimentos em todas as áreas, principalmente em agricultura familiar e moradia de interesse social”, declarou João do Sindicato ao Jornal da Chapada.

Confira mais imagens

Este slideshow necessita de JavaScript.

História
Para quem não sabe, Boa Vista do Tupim é um dos municípios da Chapada Diamantina, que abrigou no passado os índios da Tribo Maracás, que foram expulsos do seu território por volta do século XVII, quando teve início a penetração dos Bandeirantes na região em busca de ouro. O município foi desmembrado do município de Itaberaba, emancipado em 19 de julho de 1962 por meio da Lei Estadual n.º 1729, e elevada à categoria de município.

Sua economia se baseia na pecuária e na agricultura, com forte produção de oleaginosas, leguminosas e cereais. Boa Vista é banhada pelos rios Tupim, Riacho Canoa dos Poços e pelo Rio Paraguaçu. A sede do município estar situado a 320 quilômetros de distância de Salvador, e sua população tem crescido assustadoramente, devido a implantação de vários Assentamentos e Acampamentos da Reforma Agrária.

A demanda social por moradia ainda é um déficit assustador no município registrando atualmente uma demanda social que carece de investimentos em moradias nas ocupações dos Sem Teto, Nova Olinda e Nova Esperança. Segundo o último senso, a população de Boa Vista do Tupim é de 19 mil habitantes, espalhada em área territorial de 2.629 km². Vale lembrar também que o município limita-se com Ruy Barbosa, Itaberaba, Iaçu, Marcionílio Souza, Itaetê, Andaraí, Lajedinho e Ibiquera.

Jornal da Chapada

Sobre o Autor

Deixe Uma Resposta

Você deve ser logando em para postar um comentário.