CidadesCuriosidadesMenu PrincipalSaúde

Nove cidades baianas têm recursos para vigilância em saúde suspenso pelo governo Bolsonaro

capa
Itaberaba, na Chapada Diamantina, está na lista dos municípios com recursos suspensos | FOTO: Divulgação |

Ao menos nove municípios baianos terão suspensos repasses para a área de vigilância em saúde já no próximo mês de setembro. A informação foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (23). Esses repasses são destinados a ações de vigilância, prevenção e controle de doenças, como dengue, zika e chikungunya.

Segundo a portaria do Ministério da Saúde (MS) estão na lista as cidades de Capim Grosso, Catu, Itaberaba (Chapada Diamantina), Jeremoabo, Luís Eduardo Magalhães, Rio Real, São Sebastião do Passé, Serra do Ramalho e Simões Filho. A alegação para suspender os recursos foi de que as prefeituras não atualizaram os sistemas de informação para Agravos de Notificação (Sinan), para Nascidos Vivos (Sinasc) e para Mortalidade (SIM).

Um monitoramento feito neste mês teria constatado as irregularidades. As áreas com os repasses suspensos são: Piso Fixo de Vigilância em Saúde (PFVS) e Piso Variável de Vigilância em Saúde (PVVS). A suspensão também atinge cidades de vários estados, como Alagoas, Amazonas, Ceará, Maranhão, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, São Paulo e Rio de Janeiro. Com informações do Bahia Notícias.

Jornal da Chapada

| Bem vindo ao espaço virtual do JORNAL DA CHAPADA |

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Pular para a barra de ferramentas